Matérias Mais Lidas

imagemRock in Rio: Pitty alfineta a produção do festival ao revelar qual seria sua exigência

imagemAnitta é a maior roqueira que existe hoje no Brasil, diz integrante do Titãs

imagemSérgio Moro elege banda clássica de Rock como sua favorita

imagemBruce Dickinson revela qual é sua música preferida do Iron Maiden

imagemQuando Derico, do Programa do Jô, descobriu que Ian Anderson tocava tudo errado

imagemJoão Gordo compara anarcocapitalistas com quem acredita em terraplanismo

imagemRock in Rio libera ingressos extras e novamente dia do metal é único que não esgota

imagemA reação de Jimi Hendrix ao assistir King Crimson ao vivo

imagemTommy Lee postou uma foto com o "Dr. Feelgood" de fora

imagemPrika diz que fez "tudo errado" na primeira turnê da Nervosa, mas aprendeu lição

imagemNova Fã que descobriu Metallica por Stranger Things quer cancelar banda e reúne provas

imagemNergal diz que vocalista do Arch Enemy é mais corajosa do que muito metaleiro homem

imagemO hit da Legião que Renato Russo compôs para Cássia Eller e traz coincidência trágica

imagemVídeo de clássico do Kiss é disponibilizado no canal oficial da banda

imagemGeddy Lee e Alex Lifeson tocam clássica do Rush em evento nos EUA


Dream Theater 2022

Flesh Grinder: completando vinte anos de estrada, trio solta EP

Resenha - Necrofiles - Flesh Grinder

Por Christiano K.O.D.A.
Em 23/04/13

publicidade

Nota: 8

Sim, os anormais de Joinville/SC estão de volta com mais um ruído! Completando vinte anos de estrada em 2013, o trio malévolo formado por Rogério Murara (baixo/vocal), Daniel Henriques (bateria) e Fábio Gorresen (guitarra/vocal) solta esse EP em vinil de 7", item de colecionador! É claro que, nesse formato, só poderia ser coisa da Black Hole Productions, e com apenas 500 cópias, já é bom avisar!

Comecemos pela capa e pelo trabalho gráfico do material, simplesmente fabulosos! O interior e a contracapa, que misturam o clean e o perverso/sanguinário deram um tom bem interessante à obra.

E aí, vêm as músicas... bom, qualquer fã de Goregrind sabe que Flesh Grinder está no topo do nosso underground, né? E aqui não foi diferente: cinco faixas perturbadoras assolam o ambiente onde está localizado o toca-discos.

O ótimo e pegajoso riff inicial de "Curious Collection" já causa as melhores impressões. E o nível de qualidade se mantém até o fim da composição, que alterna 'blast beats' e levadas mais cadenciadas de maneira convincente. Pô, com duas décadas de vida (morte?), não tinham como fazer feio, né?

Na sequência, outro bom petardo é "Maniac (Vile Tomb)", também poderosa (e mais lenta), com uma parte assustadora de baixo lá pela metade, que gerou um clima de agonia e dor. Que pena, já se foi o lado A.

Logo, no lado B, a terceira é "Rotten Gore Insanity", bem agressiva e insana. É velocidade a toda prova, apresentando novamente bons riffs e um baixo bem marcante. E os bumbos metralhando no final, sob um clima denso e mortal, também ficaram show!

A maravilhosa "Sick Revolting Guts" começa tipicamente Gore, mas apresenta um lado um pouco mais Death Metal, embora os vocais típicos do Goregrind dominem a canção. Para este redator, é a melhor, juntamente com a primeira.

E fechando o inferno, a violenta "Abracadaver" também tem um quê de Death e não dá descanso ao pescoço. Um urro impiedoso finaliza o EP de maneira quase súbita.

"Necrofiles" transborda energia e extremismo, com uma gravação muito boa, ainda mais se contarmos o estilo que o trio pratica. O trabalho só "peca" na curta duração – um pouco mais de onze minutos -, que deixa o ouvinte com vontade de mastigar cérebros querendo mais.

Flesh Grinder – Necrofiles (7'' EP)
Black Hole Productions – 2013 – Brasil

Pedidos: [email protected]
http://www.facebook.com/pages/Flesh-Grinder-official-profile/184845024912250
http://www.fotolog.com.br/fleshgrinder/
http://www.myspace.com/fleshgrinderbr

Tracklist:
1. Curious Collection
2. Maniac (Vile Tomb)
3. Rotten Gore Insanity
4. Sick Revolting Guts
5. Abracadaver

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Metal Catarinense: 10 bandas para se conhecer [Parte 1]

Kiss: como foi demitir Eric Carr em seu leito de morte

O Whiplash.Net protege algumas bandas e prejudica outras?


Sobre Christiano K.O.D.A.

Um cara diretamente ligado ao Som Extremo, fã de livros e filmes, formado em Imagem e Som, Publicidade e Propaganda e Jornalismo. Faz parte da banda de grindcore Prey of Chaos e tem um blog dedicado à música barulhenta. Enfim, alguém que faz da música sua vida.

Mais matérias de Christiano K.O.D.A..