Holy Grail: qualidade fruto da experiência adquirida na estrada

Resenha - Ride the Void - Holy Grail

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Junior Frascá
Enviar Correções  

8


Depois do excelente debut "Crisis in Utopia", os jovens calofornianos do HOLY GRAIL conseguiram chamar a atenção do público headbanger (embora ainda praticamente desconhecidos em nossas terras), com seu heavy metal tradicional cativante, com influências dos primórdios do estilo, mas trazendo também elementos modernos, que diferenciam bem sua sonoridade. E agora chegam a seu segundo disco, que acaba de sair novamente via Nuclear Blast, demonstrando uma qualidade ainda maior, fruto da experiência adquirida na estrada.

O som da banda, como dito, é calcado no heavy metal tradicional, mas não segue aquela leva de bandas que atualmente vêm sendo chamada de New Wave of Tradicional Heavy Metal, uma vez que traz ainda elementos modernos, com pitadas de power metal, e algumas raras incursões no metalcore (em especial quando se utilizam de alguns vocais mais guturais). Tudo é muito intenso, pesado e grudento, e faz o ouvinte querer ouvir várias e várias vezes o disco.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Com riffs muito bem elaborados, uma cozinha técnica e precisa, e os ótimos vocais de James-Paul Luna (que lembra muito o vocalista Antony, da banda finlandesa MACHINE MEN – que já teve seus disco "Elegies" lançado no Brasil), que são o ponto auto do disco, sem excessos, o que torna a audição bem mais interessante e prazerosa.

Além disso, todas as faixas são muito boas, e mostram uma banda que tem tudo para se tornar uma das mais relevantes do estilo, trazendo influências claras de grupos como IRON MAIDEN e SAXON, misturadas com outras, como AVENGED SEVENFOLD e 3 INCHES OF BLOOD, mas de forma bem equilibrada e harmônica.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Um dos grandes exemplos disso é a faixa "Dark Passenger" (veja o lyric vídeo abaixo), com excelentes riffs cavalgados, e linhas vocais emotivas e grudentas, que ficam na cabeça do ouvinte por semanas após a audição.

Se você procura por uma banda que resgata os primórdios do metal tradicional, mas sem soar datada, e trazendo ainda elementos mais modernos, sem excessos, eis aqui uma excelente opção. Guardem esse nome, pois, se continuarem evoluindo sua musicalidade, fatalmente o HOLY GRAIL alcançará um lugar de destaque na cena.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

publicidade

Ride the Void – Holy Grail
(2013 – Nuclear Blast –Importado)

Lineup:
James-Paul Luna- Vocals
Eli Santana- Lead Guitar
Alex Lee- Lead Guitar
Tyler Meahl- Drums
Blake Mount- Bass

Tracklist:

1. Archeus
2. Bestia Triumphans
3. Dark Passenger
4. Bleeding Stone
5. Ride TheVoid
6. Too Decayed to Wait
7. Crosswinds
8. Take It to the Grave
9. Sleep of Virtue
10. Silence the Scream
11. The Great Artifice
12. Wake Me When It's Over
13. Rains of Sorrow

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.

Mais matérias de Junior Frascá no Whiplash.Net.

Cli336 Cli336 Cli336 WhiFin Cli336