JackDevil: dispostos a fazer paredes tremerem

Resenha - Faster Than Evil - JackDevil

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Marcos Garcia
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 10


E os 'Thrash Demons' do JACKDEVIL, quarteto thrasher de São Luís (MA), estão de volta, enfim, com seu novo trabalho, 'Faster Than Evil', dispostos a fazer paredes tremerem, ouvidos não iniciados sangrarem e destruir pescoços inclementemente.

Tony Iommi: opiniões sobre Dio, Rhoads e HalfordSupergrupos: Os melhores e piores na opinião da Metal Hammer

Neste novo CD, a banda novamente apresenta a fórmula que os levou a serem considerados uma das revelações do Metal Nacional de 2012, ou seja, a mistura de um Thrash Old School bem forte e maciço com influências da NWOBHM, ou seja, um trabalho agressivo e intenso, mas com melodias bem definidas, e podemos perceber que o trabalho da banda está um pouco mais bem gravado que em seu trabalho anterior, 'Under the Satan Command', e talvez por este motivo, as melodias estejam mais evidentes que antes. Mas cuidado, isso não tirou a brutalidade e rispidez sonora do quarteto, longe disso. Podemos dizer que está mais bem equilibrado que antes.

A produção, feita em conjunto pelo quarteto, em conjunto com Cid Campêlo e Felipe Hyily, como dito antes, está em um nível melhor que o trabalho anterior, o que nos permite observar com ainda mais clareza a música cheia de vitalidade e com detalhes em cada música que enriquecem demais seu trabalho, aqueles famosos detalhes que fazem a diferença, e que estão bem audíveis, ou seja, mais uma vez esses cangaceiros do Thrash Metal optaram por investir em uma gravação atual que deixa seu trabalho em um patamar além de muitas bandas da Old School que buscam as técnicas de gravação dos 80. Já a arte está bem simples, mas muito legal e bem feita, que deixa a impressão que ao ouvir o disco, lá vem massacre. E isso é uma afirmação verdadeira.

E preparem pescoços, pois ao pôr o disco para tocar, saiam de baixo, pois os sujeitos não estão para brincadeiras!

O CD abre com a ótima 'Faster Than Evil', com riffs e solos animais em uma canção rápida e agressiva até os ossos, mas mesmo assim, as melodias da banda estão bem evidentes, mesma fórmula usada em 'Flashlights', mais uma vez com riffs esmagadores, mas com ótimos vocais e backings muito bem sacados; 'Bastards in the Guillotine' é introduzida com teclados, para logo virar um apocalipse de guitarras rugindo feio, em uma música de velocidade não tão extrema, onde o trabalho da bateria e do baixo se sobressaem bastante pela diversidade de seu arsenal; 'Scream for Me' tem uma pegada bem 'motorheadiana' contagiante, com ótimo refrão e que é permeada por uma aura bem Metal Tradicional o tempo todo; e 'Night of the Killer' é uma faixa menos Thrash e mais voltada à NWOBHM, já que as estruturas harmônicas da banda transpiram suas influências tradicionais, pois o andamento um pouco mais lento do que as anteriores privilegia tal fato, mas justamente por isso mesmo, empolga demais o ouvinte, que se vê balançando a cabeça, graças ao trabalho bem homogêneo da banda como um todo em sua execução.

É, eles vieram para ficar, e ainda bem por isso, pois o Metal nacional agradece. E comoa banda o disponibilizou para download gratuito, ele pode ser baixado aqui: http://www.mediafire.com/?azrfjaknejui6ws

Faster Than Evil - JackDevil
(2013 - Independente - Nacional)

Tracklist:

01. Faster than Evil
02. Flashlights
03. Bastards in the Guillotine
04. Scream for Me
05. Night of the Killer

Formação:

André Nadler - Vocais e guitarras
Ricardo Andrade - Guitarras
Renatão - Baixo
Filipe Stress - Bateria

Contatos:

https://www.facebook.com/jackdevilband
http://www.myspace.com/jackdevil666
http://jackdevil.tnb.art.br/
https://twitter.com/jackdevil666
https://www.facebook.com/wargodspress?fref=ts (imprensa)
www.wargodspress.com (imprensa)


Outras resenhas de Faster Than Evil - JackDevil

JackDevil: o melhor do Speed/Thrash/Heavy em novo EPJackDevil: a Bagaceira rola solta neste primeiro EPJackDevil: trabalho peca pela absoluta falta de originalidadeJackdevil: Um dos pilares do Thrash brasileiro




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Jack Devil"


JackDevil: não somos cristãos, mas se fôssemos, qual o problema?JackDevil
Não somos cristãos, mas se fôssemos, qual o problema?

Jackdevil: Extremistas, homofóbicos e xenofóbicos deveriam largar o metalJackdevil
Extremistas, homofóbicos e xenofóbicos deveriam largar o metal


Tony Iommi: opiniões sobre Dio, Rhoads e HalfordTony Iommi
Opiniões sobre Dio, Rhoads e Halford

Supergrupos: Os melhores e piores na opinião da Metal HammerSupergrupos
Os melhores e piores na opinião da Metal Hammer


Sobre Marcos Garcia

Marcos Garcia é Mestrando em Geofísica na área de Clima Espacial, Bacharel e Licenciado em Física, professor, escritor e apreciador de todas as subdivisões de Metal, tendo sempre carinho pelas bandas mais jovens e desconhecidas do público, e acredita no Underground como forma de cultura e educação alternativas. Ainda possui seu próprio blog, o Metal Samsara, e encara a vida pela máxima de Buda "esqueça o passado, não pense no futuro, concentre-se apenas no presente".

Mais matérias de Marcos Garcia no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336