Rolling Stones: disco com pegada e ritmo de seu antecessor

Resenha - Let It Bleed - Rolling Stones

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Lucas Caldeira
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 10

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Lançado em 1969, 'Let it Bleed' é um dos melhores álbuns que já foram lançados pelos ROLLING STONES. O oitavo disco dos STONES prossegue com a pegada e com o ritmo de seu antecessor: 'Beggars Banquet', lançado em 1968.
1146 acessosRock: gênero é um trintão decadente, segundo Spotify5000 acessosDrogas e Álcool: protagonistas nos piores shows de grandes astros

Aberto com ''Gimme Shelter'', o 'LiB' continua, indiferentemente dos outros álbuns(que vieram antes), com a mesma linha de pegada que vinha sendo transmitida desde o primeiro trabalho dos ROLLING STONES: qualidade. No entanto, 'Let it Bleed' resume todas as influências de raiz dos STONES em 42 minutos - 9 faixas.

A canção de abertura ganhou forma após um assassinato ter ocorrido em um dos shows e também pela gravação do disco ter ocorrido em um período violento, como disse Mick Jagger: ''Bem, era uma época violenta. A Guerra do Vietnã, guerra nas telas...acho que o lance da guerra influencio muito o álbum.''

A segunda faixa, ''Love in Vain'', é um blues de Robert Johnson, gravado nos anos 30 e em contraponto à empolgante ''Gimme Shelter'', podemos aqui nessa faixa identificar uma balada calma e angustiante que é uma das exclusivas desse disco. Digo exclusiva pelo fato dos anos 60 estavam acabando e naquela altura, o rock já tinha perdido a inocência e sendo assim, nada melhor que a falta da inocência nas letras tenha começado pelos STONES - talvez um dos únicos capazes de produzir algo mais relacionado ao lema ''Sexo, Drogas e Rock n' Roll'' que aliás, representava bem a fase atual do grupo.

Se 'Beggars Banquet' era voltado para um lado mais blues, você encontrará poucas diferenças em 'Let it Bleed'. Uma das principais diferenças é a presença mais aguda do jazz e do country que não vinham se destacando em excesso nos trabalhos anteriores. A terceira canção, ''Country Honk''(gravada no período em que estiveram em uma fazenda no interior de São Paulo) - que é praticamente uma cópia de ''Honk Tonk Women'', se não igual - comprova bem o argumento.

''Live With Me'' é inconfundivelmente ROLLING STONES, com a pegada de blues e jazz de sempre e um tanto curiosa por ter Keith Richards no baixo.

Parece que os STONES se saíram bem no primeiro trabalho sem um dos fundadores do grupo: Brian Jones. Se é que Jones estava dando alguma influência e fazendo alguma diferença no período em que antecedeu o oitavo trabalho da banda.

O lançamento do disco comprovou no histórico do grupo a fase áurea em que estavam vivendo desde o lançamento de 'Aftermath' em 1966. 'Let it Bleed' é para muitos no mínimo Top 3, geralmente atrás de 'Exile On Main Street' e 'Sticky Fingers'.

Disco espetacular. Rock n' Roll puro.

Track-list:

"Gimme Shelter" – 4:32
"Love in Vain" (Robert Johnson) – 4:22
"Country Honk" – 3:10
"Live with Me" – 3:36
"Let It Bleed" – 5:34
"Midnight Rambler" – 6:57
"You Got the Silver" – 2:54
"Monkey Man" – 4:15
"You Can't Always Get What You Want" – 7:30

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Let It Bleed - Rolling Stones

5000 acessosTradução - Let It Bleed - Rolling Stones

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 03 de janeiro de 2013

Rolling StonesRolling Stones
Livro, novo álbum e documentário em breve

1146 acessosRock: gênero é um trintão decadente, segundo Spotify255 acessosAlta Fidelidade: os Stones percorrem a América Latina em doc152 acessosEm 05/07/1969: Stones tocavam para 500 mil pessoas no Hyde Park753 acessosMick Jagger: irmão acha que ele fará uma vasectomia0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Rolling Stones"

TwitterTwitter
Contas que todo fã de rock deveria seguir

Já ouviu antes?Já ouviu antes?
New York Times elege os melhores covers

Sons Of AnarchySons Of Anarchy
A obra-prima televisiva e sua fantástica trilha!

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Rolling Stones"

Drogas e ÁlcoolDrogas e Álcool
Protagonistas nos piores shows de grandes astros

CoversCovers
Quando bandas de Heavy e Power Metal prestam tributo

RammsteinRammstein
"Se alguém rir das gordinhas, eu quebro a cara dele!"

5000 acessosCretin: transexual rompe barreiras no metal extremo5000 acessosBayley, Wilson e Cherone: grandes erros na história de grandes bandas5000 acessosHistóricas: Fotos de encontros inusitados entre rockstars5000 acessosMegadeth: Mustaine diz que a habilidade de Kiko é "Astronômica"4642 acessosIron Maiden, História e Caos: o álbum Piece Of Mind5000 acessosLegiao Urbana: a história até Uma Outra Estação

Sobre Lucas Caldeira

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online