Gangrena Febrosa: necessita de muita profundidade para audição

Resenha - Surgical Abominations Medical - Gangrena Febrosa

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Vitor Franceschini
Enviar Correções  

publicidade


O Goregrind nacional, assim como o Splatter e o Grindcore, sempre foi prolífico, mas, por se tratar de um estilo extremamente underground os trabalhos são male má divulgados via mídia especializada. Com um público restrito, mas muito fiel, esse tipo de sonoridade necessita de tanta profundidade para audição quanto um som complexo qualquer.

O Gangrena Febrosa é mais uma banda que se envereda pelos caminhos mais podres e doentios da música extrema e se sai bem no que se propõe. Este singelo "Surgical Abominations Medical" é o segundo trabalho da banda que já se prepara para lançar seu sucessor.

publicidade

Tudo que compõe um álbum de Goregrind aqui está exposto. Riffs enfermos, com influências do Death Metal 'old school' dão o tom da insanidade. A bateria, apesar de não mostrar nenhum malabarismo, se sai bem e não perdoa no pedal duplo. Os vocais urrados são praticamente ininteligíveis e o baixo, mesmo lá no fundo, faz bem seu trampo.

Com as emblemáticas alcunhas de Crecimiento Tumoroso Piorreico Comatoso, Human Atrophied, a sensacional (ótimo riff) Endocrosis Tisular Posterior e Absceso Anorrectal são as faixas que levarão o ouvinte a uma diarréia musical sem precedentes. Não fosse a qualidade baixa da produção, esse trabalho seria a 'imperfeição' em si, se é que me entendem. Ainda tem um ótimo cover do Mortician.

http://www.facebook.com/gangrenafebrosa?fref=ts
http://www.myspace.com/gangrenafebrosa

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


David Lee Roth: o vergonhoso teste de Matt Sorum para a bandaDavid Lee Roth
O vergonhoso teste de Matt Sorum para a banda

Rita Lee: Ela participou de suruba com o Yes e furtou a cobra de Alice CooperRita Lee
Ela participou de suruba com o Yes e furtou a cobra de Alice Cooper


Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin