Germ: finalmente algo experimental e de bom gosto

Resenha - Loss - Germ

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Vitor Franceschini
Enviar Correções  

publicidade

9


Não há nada melhor para quem resenha ser surpreendido por um trabalho de ótima qualidade e original. Ainda mais quando, ao ler o release, nos deparamos com frases suspeitas como "...mescla estilos como Atmospheric Black Metal, Rock, trance (!?) e pop...", para nos assustar.

Na verdade, o Germ é um projeto de um sujeito chamado Tim. Oriundo da Austrália, o multi instrumentista teve como objetivo fazer do som do Germ algo na linha do Black Metal adicionando elementos atmosféricos e de Rock no som. Como Tim é um músico profissional que se já enveredou por projetos de eletrônico, pop e tem a música clássica como influência, a sonoridade do Germ se tornou o que temos em "Loss".

publicidade

Desde a primeira composição My Only Hope, já nos deparamos com algo incomum e experimental. Vocais limpos abrem o disco com uma sonoridade eletrônica e triste, bem pop para cair em guitarras distorcidas seguidas por teclados melancólicos e gritos insanos de Tim. Simplesmente algo de arrepiar!

So Lonely, Dead Lonely segue o estilo extremo com teclados viajantes, na linha Space Rock, mas ainda com bases de guitarras distorcidas e berros ainda mais insanos, sem contar a bateria cheia de pedal duplo. Com mais de 10 minutos e um final magistral, a composição é triste e perturbadora, no bom sentido.

publicidade

As outras composições seguem essa linha insana e inovadora, sendo que ainda podemos encontrar belas bases/solos melódicas e intensas, e muito, mas muito sintetizadores bem encaixados dando um ar bem viajante e melancólico em todo trabalho. A faixa título fecha o disco com uma belíssima e encantadora peça de piano. Finalmente algo experimental e de bom gosto.

http://www.facebook.com/germofficial

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Postura: 12 coisas que você nunca deve dizer a um músicoPostura
12 coisas que você nunca deve dizer a um músico

Iron Maiden: as dez melhores músicas, segundo a LoudwireIron Maiden
As dez melhores músicas, segundo a Loudwire


Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin