Muse: mais orquestral e majestoso do que nunca

Resenha - 2nd Law - Muse

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Lucas Matos
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 10

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Você que acessa o site (vamos supor que você tenha a mente aberta musicalmente, caso contrário, nem se dê ao trabalho de ler) com toda certeza sabe que são POUQUÍSSIMAS as bandas atuais que tem o mesmo nível das antigas. O Muse é uma delas, e isso não é uma opinião, mas sim um fato. Porque, você pode até não gostar do som da banda, mas deve reconhecer que, um power trio fazendo rock na mesma qualidade, orquestração e magia que Matthew Bellamy (voz, guitarras, piano, teclados), Chris Wolstenholme (baixo) e Dominic Howard (bateria) fazem, não é pra qualquer um.
5000 acessosAC/DC: Brian Johnson canta "Back In Black" com o Muse5000 acessosMotorhead: a dieta que mantinha Lemmy jovem e viçoso

Eis que o trio britânico chega ao seu sexto álbum de estúdio, intitulado 'The 2nd Law'. Na minha opinião, já é um dos melhores discos do ano. Chega de bla bla bla, vamos a análise.

O álbum abre com 'Supremacy', que faz jus ao seu título, com ótimos riffs de guitarra acompanhados da orquestra. Uma música classuda e que promete ser ainda melhor ao vivo.

O single 'Madness' vem na sequência, uma melodia lenta e calma que explode ao longo que vai rolando. Uma letra linda que reflete sobre a percepção do amor.

'Panic Station' começa com uma linha de baixo destruidora de Chris, digna de baixistas como Flea (Red Hot Chili Peppers). Uma música bem diferente do que a banda costuma fazer, bem suingada e malandra. Com certeza, uma das melhores do play.

'Survival', tema das olimpíadas de 2012, foi a primeira faixa do álbum a ser liberada. Totalmente levada ao piano, é impossível não lembrar de Queen ao ouví-la, principalmente pelo coral ao fundo. Não dá pra não ficar de boca aberta com a habilidade de Matt ao cantar e tocar.

Quem se enganou que o Muse não se deixaria influenciar pelo eletrônico atual, se engana ao dar o play em 'Follow Me'. Uma das mais eletrônicas que a banda já gravou, mas que mantém a identidade da banda intacta, com um excelente refrão e uma melodia muito boa.

'Animals' mantém um groove bem mais calmo que vai aumentando sua fúria aos poucos, até terminar em gritos sonoros. Já 'Explorers' é uma linda balada levada ao piano e com vocais emocionados. Enquanto o swing volta mais tímido em 'Big Freeze'.

A partir daqui começa as novidades. A primeira é o baixista Chris assumindo os vocais (e as letras) das faixas 'Save Me' e 'Liquid State'. Sendo a primeira uma música bem atmosférica e viajada, e a segunda com uma levada bem mais rock n' roll.

E, pra encerrar o álbum, a suíte instrumental que dá nome ao disco, dividida em duas partes: 'Unsustainable', com arranjos orquestrais e épicos, e 'Isolated System', um eletrônico com influências de new age levado ao piano.

Temos aqui um discaço com genialidade, conteúdo e, acima de tudo, excelentes canções para se curtir e ouvir quantas vezes quiser. Isso é o Muse, uma banda que, querendo você ou não, está cada vez mais escrevendo seu nome na história do rock. E com letras garrafais.

1 - Supremacy
2 - Madness
3 - Panic Station
4 - Prelude
5 - Survival
6 - Follow Me
7 - Animals
8 - Explorers
9 - Big Freeze
10 - Save Me
11 - Liquid State
12 - The 2nd Law: Unsustainable
13 - The 2nd Law: Isolated System

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de 2nd Law - Muse

2039 acessosMuse: um disco que foge do marasmo2141 acessosMuse: esbanja vigor a cada trabalho lançado1897 acessosMuse: não precisa fazer o novo, mas sim, fazer música


Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 07 de outubro de 2012


AC/DCAC/DC
Brian Johnson canta "Back In Black" com o Muse

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Muse"

Total GuitarTotal Guitar
Os 20 melhores riffs de guitarra da história

MusicRadarMusicRadar
Leitores escolhem os 40 shows mais disputados do mundo

Já ouviu antes?Já ouviu antes?
New York Times elege os melhores covers

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Muse"


MotorheadMotorhead
A dieta que mantinha Lemmy jovem e viçoso

PanteraPantera
"Odiei gravar Cowboys From Hell", diz Phil Anselmo

Alice in ChainsAlice in Chains
Mensagem subliminar na capa de "The Devil Put Dinosaurs Here"

5000 acessosMustaine: por que ele perdeu seu emprego no Metallica?5000 acessosReligião: Top 10 citações sobre Deus e o Diabo5000 acessosTop 5 Pantera: About.com elege os cinco melhores álbuns da banda4694 acessosPelados no palco: dez momentos inesquecíveis em vídeo3665 acessosBruce Dickinson: uma otimista homenagem do animador Val Andrade5000 acessosGeraldo Tavares: Fã inveterado e colecionador do Yes

Sobre Lucas Matos

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online