Andralls: quebrando pescoços. Literalmente

Resenha - Breakneck - Andralls

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Pedro Humangous
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


O underground é um verdadeiro quebra cabeças, onde as peças separadamente, muitas vezes, não fazem muito sentido, mas quando unidas formam uma cena. Algumas ótimas bandas, estranhamente, não recebem a atenção merecida.

Os dez maiores picaretas da música internacionalSexo e Rock and Roll: músicas com conotação sexual

O ANDRALLS sempre lançou grandes discos ao longo de sua carreira e parece que, finalmente, ganha seu destaque com esse novo álbum chamado "Breakneck". Começando pela fantástica arte da capa criada por Remy C. da famosa Headsplit Design, o trabalho já promete muito, pois conta com produção de Fabiano Penna (Ex-The Ordher). O power trio parece que estava com muito ódio acumulado quando resolveu compor este material. Um Thrash Metal furioso, veloz e agressivo, destilado sem dó e jogado na sua cara. Os caras seguem a linha mais tradicional do estilo, fugindo daquela onda de reviver os anos oitenta. O disco conta com doze faixas que passam voando feito um avião desgovernado e com alvo certo. Todas as músicas são empolgantes e devem agitar bastante o público nos shows. Destaque para "Eye For An Eye" - com um riff maldito que não desgruda do cérebro - e "Enemy Within" - com suas paradinhas mortais. E o que dizer da faixa "Policia Asesina" cantada em espanhol e com a participação de Tono e Raul da banda Rato Raro? O resultado ficou animal! Que me perdoem o trocadilho, mas esse álbum é para quebrar o pescoço mesmo! Entre os nacionais, um dos melhores do ano até o momento!

Breakneck - Andralls
(2012 - Distro Rock - Nacional)

Track List:
1. Under the Insanity
2. Rising from the Shell
3. Eye for an Eye
4. Lost in Heaven, Found in Hell
5. Maze of Confront
6. The Legacy of Violence
7. Enemy Within
8. Clenched Fists Up
9. Land of Disgrace
10. Policia Asesina
11. Lit Fuse
12. Bloodshed


Outras resenhas de Breakneck - Andralls

Andralls: um orgulho para os amantes do Thrash MetalAndralls: O som do grupo continua cheio de feelingAndralls: Persistência em prol de algo que se acreditaAndralls: Mais passos rumo ao merecido reconhecimento




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Andralls"


Os dez maiores picaretas da música internacionalOs dez maiores picaretas da música internacional
Os dez maiores picaretas da música internacional

Sexo e Rock and Roll: músicas com conotação sexualSexo e Rock and Roll
Músicas com conotação sexual

Chinese Democracy: de 1994 a 2008, a saga do álbum mais caro da históriaChinese Democracy
De 1994 a 2008, a saga do álbum mais caro da história

Dedo x Palheta: Jason Newsted joga gasolina na fogueira do debateKiss sobre Secos e Molhados: "há quem acredite em OVNIs"Cannibal Corpse: fã com culhões de aço no moshpitSlash: O amor do guitarrista pelo riff de "Sweet Child O' Mine"

Sobre Pedro Humangous

Pedro Humangous, 28 anos, publicitário headbanger. Dono e editor chefe da revista Hell Divine. Santista apaixonado por música e uma boa cerveja. Atualmente reside em Brasília e não poupa esforços para fazer o metal se fortalecer no país. Já colaborou com as revistas portuguesas Versus e Horns Up, além da coluna "Rolo Compressor" na rádio Nucleo Base. Colecionador de CD's, DVD's, Livros e Action Figures, concentra suas forças no metal extremo, sem deixar de lado os demais estilos. Fanático por Opeth, Iron Maiden, Trivium, Kreator, Dream Theater, Baroness, Suicide Silence, entre tantas outras. Siga: @PedroHumangous

Mais matérias de Pedro Humangous no Whiplash.Net.