Pethallian : Metal nacional em sua melhor forma.

Resenha - Absinthe of the Apocalypse - Pethallian

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Marcio Antunes
Enviar Correções  

9


Apesar de ser uma banda nova, o Pethallian já nasceu pra vingar na cena com seu som calcado no Heavy Metal Tradicional com vários flertes de gótico. Oriunda da cidade de Tatuí/SP, tendo em sua formação Marcos Riva vocal e Fernando Almeida guitarra, ambos da extinta banda Pettalom, Ella Méll também vocais, Ricardo Menezes bateria, Humberto Masçau baixo e Gustavo Campos guitarra(Menacer), este último assinando também a produção do disco.

Emos: 23 músicas que já estiveram na sua playlist

Elvis Presley: De que ele morreu?

Com o título de "The Absinthe of the Apocalypse", e recheado de ótimas surpresas, o debut contem no total 10 faixas, somadas a muita criativade e bom gosto quando se fala em composição, além de solos admiráveis, cozinha digna de aplausos e arranjos inspiradores e invejáveis.

O que mais chama a atenção no som do sexteto, é que nenhuma das faixas se parece uma com a outra, e em audições mais profundas você não só poderá se orgulhar como se imaginar em meio a faixas que remetem o metal nacional em sua melhor forma. É impossível não se empolgar com as brilhantes "Green Bride", dona de vários riffs e vocais marcantes dividos por graves de Marcos e Agudos de Ella Méll, além da rápida e emocionante "Merciful Rain".

A faixa "The lust Witch" chega a arrepiar, com certeza uma das melhores músicas compostas pelo grupo e que tem tudo pra se tornar um grande hino dividido em seus 4 minutos somados a pura energia. Tem também "Hero of Myself" vindo a tona com seu grande riff acompanhado de belos dobros de guitarra, melhor impossível. Difícil não falar das faixas "Caroline" onde vocais graves e bem postos predominam a todo momento se encaixando e se entrelaçando novamente com os vocais de Ella Méll a qual é dona de uma voz aguda e suave. "Rasputin" faixa que a tempos atrás tinha saído pela coletânea do Selo Die Fight mostra que peso é o que não falta nesse disco. Excelente refrão. Pra fechar temos a cadenciada e obscura "Sandra Rosa Queen of the Fools" e "Theban Alphabet, esta, dona de ótimas levadas.

Caro leitor, na verdade sabemos que no Brasil a todo o momento brilhantes bandas estão aparecendo, e com certeza o Pethallian hoje escreve seu nome em nossa cena com mérito e justiça, pois a tempos não ouvíamos bandas do gênero com tanta criatividade e personalidade como a mesma.

faixas:

1-L´Heure Verte (Absinthism)
2-Green Bride
3-Merciful Rain
4-The Lust Witch
5-Hero Of Myself
6-Caroline
7-Rasputin
8-Sandra Rosa Queen Of The Fools
9-Theban Alphabet
10-L`Heure Verte (At The Dead Of The Night)

Contato:

http://www.myspace.com/pethallian




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Emos: 23 músicas que já estiveram na sua playlistEmos
23 músicas que já estiveram na sua playlist

Elvis Presley: De que ele morreu?Elvis Presley
De que ele morreu?


Sobre Marcio Antunes

Nascido em 78, Começei a ouvir Rock/Metal aos 13 anos, e desde então virei fanãtico pelo estilo, também sou Criador e Editor da revista Online e Selo Die Fight, a qual trabalha 100% em prol do Metal Nacional desde 2001 e também sou vocalista da banda de Heavy Metal Dragon Ring.

Mais matérias de Marcio Antunes no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin