Matérias Mais Lidas

imagemTitãs: traído, o baterista destruiu o quarto; Paulo Ricardo viu na TV a traição

imagemPaulo Ricardo e a loucura em hotel nos anos 1980: "Eu já tinha perdido o pudor!"

imagemCinco discos de heavy metal para ouvir sem pular nenhuma faixa

imagemO maior álbum de todos os tempos, na opinião do saudoso Ronnie James Dio

imagemMetallica: se você achou caro o pacote do Titãs, fuja dos preços da turnê de Hetfield & Cia

imagemWandinha, da Netflix, resgata banda icônica do Rock em canção com letra sacana

imagemO curioso ritual do Fleetwood Mac antes de subir ao palco, revelado por Christine McVie

imagemGene Simmons relembra como passagem pelo Brasil levantou o Kiss em 1983

imagemMarko Hietala anuncia retorno ao mundo da música e fãs pedem volta ao Nightwish

imagemPor que Bono é odiado por muitos mas sobrevive a tanto hate? Regis Tadeu analisa

imagemMatt Sorum: ex-baterista do Guns N' Roses conta porque não deseja voltar à banda

imagemBandas de rock que lançaram poucos discos, mas continuam fazendo muito sucesso

imagemCinco músicos que nunca voltarão para as bandas que os consagraram

imagemIggor Cavalera diz que o metal às vezes é muito conservador

imagemKiko Zambianchi foi proibido de ir no Silvio Santos após apresentador errar seu nome


Samael Hypocrisy
Stamp

Engenheiros do Hawaii não era uma banda amiga da galera, diz ex-baterista

Por Bruce William
Postado em 05 de outubro de 2022

Neste corte da live realizada no dia 28 de setembro com Adal Fonseca, que esteve à frente da bateria dos Engenheiros do Hawaii entre 1996 e 2001, e que contou com a participação de Júlio Ettore, jornalista e especialista em Rock BR, além de Sal Paradise, um dos fundadores do fã-clube do Engenheiros, o baterista comenta como foram suas primeiras impressões e dificuldades ao assumir o posto.

"Veio um peso do Engenheiros que a gente não imaginava. Eu tinha 25 anos, e era uma banda que já tinha nove discos, a gente estava gravando o décimo disco, uma banda com muitos fãs e de muito sucesso. E uma banda icônica, diferente, não era uma banda que era amiga da galera. Então a gente sentiu isso quando entrou na banda. Os lugares que a gente passava, a galera ficava "Caralho, Engenheiros" e não sei o quê mais... o Engenheiros era uma banda que nos bastidores, tinha uma certa hostilidade, isto é uma coisa que está na história do Engenheiros, não estou inventando..."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Júlio pergunta então se Adal fala em relação a outros artistas, a fãs, backstage, ou a todo mundo, e Adal responde: "De todo mundo!". Sal e Júlio caem na risada, enquanto Sal prossegue relatando como era a responsabilidade de substituir Carlos Maltz, até que em um ponto mais adiante ele conta como lidava com os fãs da banda: "O fã do Engenheiros é um fã muito caxias!". Sal concorda e diz: "E chato!" Daí é a vez de Adal concordar, e citar casos onde os fãs perguntavam para ele detalhes sobre músicas que ele não fazia ideia.

O corte citado acima pode ser visto no player a seguir.

A live completa está no link abaixo.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Siga Whiplash.Net: Facebook | Instagram | Twitter | YouTube

Receba as novidades do Whiplash.Net por WhatsApp