Amnesia: Mistura equilibrada entre Thrash e Death Metal

Resenha - Inside My Head - Amnesia

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Marcos Garcia, Fonte: Metal Samsara
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Definitivamente, certas bandas nasceram mesmo para nos dar belos sustos vez por outra, com trabalhos bem surpreendentes, digno não só de menção, mas também de elogios, pois são trabalhos e mais trabalhos sublimes que surgem vez por outra. E em 2012, pretenso ano do fim do mundo, conforme os maias, aparenta estar incitando as bandas mais jovens (bem como algumas veteranas) a mostrar a cara. E um dos que faz bonito é o quinteto carioca AMNESIA, que faz bonito em seu primeiro trabalho, o EP 'Inside My Head'.

Ramones - Perguntas e RespostasHeavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1980

A banda aposta em uma mistura equilibrada entre Thrash e Death Metal, só que não obedece de forma alguma ao rótulo e busca inovar bastante, pondo influências de outras vertentes aqui e ali, pois o som é agressivo e muito bem trabalhado, mostrando uma personalidade bem forte. Ou seja, seu som lembra aquela escola agressiva e melódica sueca, em bandas como THE HAUNTED e o SENTENCED da fase 'Amok'.

Gravado nos SS Studios, tendo a produção de Sérgio Santos, mais a mixagem e masterização feitas pelo próprio Sérgio, com a ajuda de Marcos de Salignac e Gabriel Bastos (a dupla de guitarras da banda), o trabalho ficou com uma sonoridade limpa e bem seca, mas sem deixar de ter peso e brutalidade na medida certa, mais o design econômico (mas bem cuidado) de Carlos Henrique (batera da banda) na arte da capa.

São três faixas, 'Nature's Wrath', 'Subversive Side' e 'Inside My Head', são autênticos festivais de variações, ritmos quebrados, ótimos vocais, que se revezam em guturais urrados e vocalizações mais rasgadas e esganiçadas, riffs e solos de guitarra excelente, e uma base rítmica muito variada, forte, pesada e que muda de andamentos sempre, com ótimas conduções nos dois bumbos. E isso tudo usando de melodias aqui e ali muito bem sacadas, sem deixar de ser bruto, logo, destacar uma das três faixas é injustiça com o trabalho e perda de tempo, já que pode ouvir quantas vezes quiser, e não irá conseguir esta façanha.

Uma ótima revelação, cujo único erro no EP foi serem apenas 3 faixas. Mereciam um CD full.

E como a banda lançou o EP físico em formato DVD, ainda temos o vídeo de 'Subversive Side' de bônus.

Estão esperando o que para pegarem suas cópias????

Mas mesmo assim, para os mais acomodados, a banda disponibilizou o EP para download gratuito no link abaixo.

http://www.mediafire.com/?47x0100oduwtzk2

Inside My Head - Amnesia
(2012 - Independente - Nacional)

Tracklist:
01. Nature's Wrath
02. Subversive Side
03. Inside My Head
02. Subversive Side (vídeo)

Formação:
Lucas ''KS'' - Vocais
Marcos de Salignac - Guitarras
Gabriel Bastos - Guitarras
Felipe Modesto - Baixo
Carlos Henrique - Bateria


Outras resenhas de Inside My Head - Amnesia

Amnesia: Técnica e pegada certeiraAmnesia: Trânsito pelas tensões do Thrash e Death Metal



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Amnesia"


Ramones - Perguntas e RespostasRamones - Perguntas e Respostas
Ramones - Perguntas e Respostas

Heavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1980Heavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados em 1980

Metal Extremo: algumas bandas que você precisa ouvirMetal Extremo
Algumas bandas que você precisa ouvir

Megadeth: "Magia negra arruinou minha vida", diz MustaineStairway to Heaven: o maior hit do Led ZeppelinGene Simmons: "Mandei o último caixão do Kiss para Dimebag!"Dave Mustaine: "a heroína consegue derrubar qualquer um"

Sobre Marcos Garcia

Marcos Garcia é Mestrando em Geofísica na área de Clima Espacial, Bacharel e Licenciado em Física, professor, escritor e apreciador de todas as subdivisões de Metal, tendo sempre carinho pelas bandas mais jovens e desconhecidas do público, e acredita no Underground como forma de cultura e educação alternativas. Ainda possui seu próprio blog, o Metal Samsara, e encara a vida pela máxima de Buda "esqueça o passado, não pense no futuro, concentre-se apenas no presente".

Mais matérias de Marcos Garcia no Whiplash.Net.