Creation's Tears: A banda não é promessa, mas realização

Resenha - Methods to End It All - Creation's Tears

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Marcos Garcia, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Muitos ainda cultivam o rótulo Gothic Metal para poderem expressar uma música pesada, densa e feita com fortes doses de emoção e muito elegante, embora o rótulo não tenha nada a ver com um mix entre todos os subgêneros dentro do Gothic Rock e o Heavy Metal. Há discrepâncias sobre o assunto, logo, o melhor é não se apegar aos rótulos, e degustar a música da melhor forma possível: ouvindo com calma.
5000 acessosHeavy Metal: os maiores álbuns da história para os gregos5000 acessosGuitarristas e vocalistas: os 10 melhores "casamentos"

E uma banda cuja musicalidade é bastante rica em sentimentos e climas densos, mais ainda assim extremamente forte, pesada e elegante é o CREATION'S TEARS, de Belfast, Irlanda, que com seu mais recente trabalho, 'Methods to End It All', alcança um patamar bem alto.

A música é regida pela bela e intensa voz de Brian Eddie Reynolds, que esbanja melodia e categoria em suas vocalizações, sabendo ser suave e ter garra; as guitarras, todas tocadas pelo próprio Eddie, mantém a climática pesada e densa, mas sem perder peso e melodia, sejam nos riffs ou nos solos, e mesmo quando estão limpas; baixo dando peso e sustentação à base, sem exagerar em suas funções, e uma bateria que sabe cadenciar os andamentos e variar bastante quando é necessário, que ficou sob a responsabilidade de Lee Morris (ex-PARADISE LOST). Ainda há a participação especial de Sarah Jezebel Deva (ex-CRADLE OF FILTH, atualmente em carreira solo) na faixa 'Creation's Tears'. E para os mais incautos, um aviso: a banda não usa de canções gigantescas em seu trabalho, pois a média é de 4 minutos para as músicas, logo, a audição é bem fácil e prazerosa.

Produzido pela dupla Jens Bogren e David Castillo (KATATONIA, OPETH, SOILWORK, etc), a sonoridade que flui pelos alto-falantes é bem translúcida, evidenciando cada instrumento e nuance musical da banda, especialmente quando há a existência de peso e sofisticação simultâneos, e a arte do CD é bela, sabendo expor o conteúdo musical/lírico da banda.

Musicalmente, o trabalho se nivela por cima, logo, ficar destacando esta ou aquela faixa não é uma tarefa das mais fáceis, mas existem momentos sublimes como a emotiva 'Another Collision', com climas densos e ótimas guitarras e vocais; a intensa e melancólica 'I Fail', um pouco mais cadenciada, onde a bateria se destaca bastante; a bela 'Creation's Tears', onde a alternância entre as vozes de Eddie e Sarah dá um enriquecimento musical fora de série à música; a ótima e pesada 'Parody Paradigm'; e a variada 'Untimely Reminder'.

Um disco muito bom, e que vale não só uma audição cuidadosa, mas com muita ânsia por boas novidades, já que a banda não é uma promessa, mas uma realização.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Methods to End It All – Creation’s Tears

Tracklist:

01. Another Collision
02. I Fail
03. Creation’s Tears (Feat. Sarah Jezebel Deva)
04. Odyssey (Opus IX)
05. I’m Falling (You’ll Never Know)
06. Parody Paradigm
07. The Last Tear is Cried For Romance
08. No Saviour Here
09. Untimely Reminder

Formação:

Brian EDDIE Reynolds – Vocais e guitarras
Ian Coulter – Baixo
Lee Morris – Bateria
Sarah Jezebel Deva – Vocais

Contatos:
https://www.facebook.com/creationstears
http://www.CreationsTears.com
http://www.myspace.com/CreationsTears
http://www.twitter.com/CreationsTears
http://www.youtube.com/CreationsTears

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Creation's Tears"

Heavy MetalHeavy Metal
Os maiores álbuns da história para os gregos

Guitarristas e vocalistasGuitarristas e vocalistas
Os 10 melhores "casamentos"

Mini BandMini Band
Quem disse que o Heavy Metal está morrendo?

5000 acessosDave Mustaine: boatos dizem que ele é tio de Hayley Williams5000 acessosAgressividade: 21 caras que fizeram a história do rock pesado5000 acessosCompridas: As músicas mais longas de grandes bandas5000 acessosKiko Loureiro: guitarrista fala sobre suas influências3226 acessosKiss: E se a banda cantasse Patati Patata?5000 acessosGuns N' Roses: Steven Adler não pode mais falar sobre reunião

Sobre Marcos Garcia

Marcos Garcia é Mestrando em Geofísica na área de Clima Espacial, Bacharel e Licenciado em Física, professor, escritor e apreciador de todas as subdivisões de Metal, tendo sempre carinho pelas bandas mais jovens e desconhecidas do público, e acredita no Underground como forma de cultura e educação alternativas. Ainda possui seu próprio blog, o Metal Samsara, e encara a vida pela máxima de Buda "esqueça o passado, não pense no futuro, concentre-se apenas no presente".

Mais matérias de Marcos Garcia no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online