Tristania: Não espere por aquele som melancólico de antes

Resenha - Rubicon - Tristania

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Junior Frascá
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 7


Antes de mais nada, uma ressalva deve ser feita: o TRISTANIA, há um bom tempo, já não é mais aquela banda que marcou época nos anos 90 como uma das maiores representantes do Gothic Metal. Então, não espere por aquele som soturno e melancólico de antes, pois a banda é outra, inclusive com mais uma considerável mudança de formação, sendo que este "Rubicon", 6º álbum de estúdio destes noruegueses, marca a estreia da vocalista Mariangela "Mary" Demurtas, substituindo a excelente Vibeke Stene.

Rock Nation: rádio elege "melhor do Hard Rock dos 80s"Musas: Algumas das beldades do Rock e Metal nacional

E com a nova vocalista já estampando a capa do novo trabalho (será que os caras não enjoam desse tipo de arte não?), o TRISTANIA nos traz uma sonoridade embora ainda pesada, mais acessível e ambiental, principalmente devido à Mariangela, que possui uma voz bem mais suave, apesar de bem expressiva e técnica. Há também as famosas mesclas do vocal feminino com os vocais masculinos agressivos de Kjetil Nordhus em diversas faixas, deixando o som mais dinâmico e diversificado.

Mas com certeza muitos dos antigos fãs da banda irão torcer o nariz para essa nova sonoridade, mas não há como negar que o grupo continua brindando os ouvintes com músicas de qualidade, com ótimos arranjos e momentos muito marcantes, como se percebe logo na faixa de abertura, "Year of the Rat", com teclados a lá DIMMU BORGIR e com Mariangela mostrando todas as suas qualidades.

Além desta, destacam-se ainda "Patriotic Games", com belos riffs; "Sirens", bem tensa e com um clima repleto de melancolia; e "Illumination", uma faixa épica e variada, sendo sem dúvida a melhor do registro.

Portanto, não espere o mesmo TRISTANIA de antigamente, mas caso você tenha a mente mais aberta para novas sonoridades, com certeza irá curtir o material, cuja aquisição é recomendada, ainda mais agora que o CD acaba de ser disponibilizado no mercado nacional.

Rubicon - Tristania
(2011 - Die Hard Records/Rock Machine/Rock Brigade/Voice Music -Nacional)

Track List:

01. Year of the Rat
02. Protection
03. Patriot Games
04. The Passing
05. Exile
06. Sirens
07. Vulture
08. Amnesia
09. Magical Fix
10. Illumination


Outras resenhas de Rubicon - Tristania

Tristania: Banda mais uma vez muda o som em novo trabalhoTristania: Sonoridade bem diferente de trabalhos anteriores




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Tristania"


Metalhead: as mulheres mais sexys do Heavy MetalMetalhead
As mulheres mais sexys do Heavy Metal

Musas do Metal: confira as 10 mais lindas atualmenteMusas do Metal
Confira as 10 mais lindas atualmente

Galeria: Musas do Rock e Heavy MetalGaleria
Musas do Rock e Heavy Metal


Rock Nation: rádio elege melhor do Hard Rock dos 80sRock Nation
Rádio elege "melhor do Hard Rock dos 80s"

Musas: Algumas das beldades do Rock e Metal nacionalMusas
Algumas das beldades do Rock e Metal nacional

Dane-se Bruce Dickinson: Simone Simons no metrô é muito melhorDane-se Bruce Dickinson
Simone Simons no metrô é muito melhor

Memoráveis como a música: os 25 melhores logos de bandasMemoráveis como a música
Os 25 melhores logos de bandas

Motörhead: em 1995, Lemmy comenta versão do SepulturaMotörhead
Em 1995, Lemmy comenta versão do Sepultura

Kiko Loureiro: aprenda a ganhar dinheiro sendo músicoKiko Loureiro
Aprenda a ganhar dinheiro sendo músico

Testament: não se acrescenta rap ao Thrash MetalTestament
Não se acrescenta rap ao Thrash Metal


Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.

Mais matérias de Junior Frascá no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336