RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemRoger Waters se defende, mas David Gilmour fica do lado da esposa e confirma tudo

imagemEm 1974, Raul Seixas explicava detalhes dos significados por trás da letra de "Gita"

imagemA reação de King Diamond ao ouvir Metallica tocando músicas do Mercyful Fate

imagemO ponto fraco de Yngwie Malmsteen segundo Ronnie James Dio, em 1985

imagemRodinha de mosh gigantesca em show do System of a Down viraliza e impressiona

imagemQuem ganhou e quem devia ter ganhado o Grammy de metal desde 1989, segundo Loudwire

imagemVeja o que esperar da turnê do Mayhem no Brasil

imagemJason Newsted diz que estaria morto se tivesse continuado no Metallica

imagemPor que Herbert Vianna gosta muito do riff de "Eu Quero Ver o Oco" do Raimundos?

imagemMegadeth é processado por artista que criou capa do último disco da banda

imagemAs 20 melhores músicas do Nightwish, em lista da Metal Hammer

imagemRússia pede para que Roger Waters fale com a ONU sobre a situação da Ucrânia

imagemVeja Dave Grohl cantando e agitando em show do Mercyful Fate

imagemO show do Engenheiros do Hawaii sem Humberto, que eles achavam que havia sido sequestrado

imagemJimmy Page diz não haver gênio no rock - mas um gênio fez ele se contradizer


Def Leppard Motley Crue 2

Black Pyramid: Dádiva para quem curte som pesadão e direto

Resenha - Black Pyramid II - Black Pyramid

Por Ricardo Seelig
Fonte: Collectors Room
Postado em 09 de fevereiro de 2012

Nota: 8

Esta banda de Massachusetts classifica o seu som como "psychedelic war metal". Por mais estranho que esse rótulo possa parecer, ele expressa com exatidão a música do Black Pyramid. O som é um stoner repleto de melodias que remetem ao metal clássico, tudo embalado por um delicioso clima épico.

"Black Pyramid II", segundo álbum do grupo, é uma dádiva para quem curte um som pesadão e direto, sem maiores frescuras. O power trio formado por Darryl Shepard (vocal e guitarra), Gein (baixo) e Clay Nelly (bateria) lançou o seu primeiro disco, auto-intitulado, em 2009, e este segundo play em meados de 2011.

A influência de Black Sabbath é onipresente como não poderia deixar de ser, diga-se de passagem. Vocais agressivos e longas passagens instrumentais estão presentes em todas as músicas. A banda tem um talento inegável para compor linhas vocais grudentas, que carregam o ouvinte através de composições onde o peso e o groove dão as cartas. Baixo e guitarra trabalham como gêmeos siameses, enquanto o baterista desce a mão no melhor estilo do falecido John Bonham.

Há uma constância nas composições, com todas seguindo uma identidade bem definida, porém colocando algumas características únicas na mesa. "Endless Agony" e "Mercy's Bane" são pedradas feitas sob medida para bater cabeça. Já "Night Queen" tem uma longuíssima passagem instrumental com o poder de abrir novas dimensões. As longas "Dreams of the Dead" (mais de 12 minutos) e "Into the Dawn" (quase 16) são tours de force com trechos bastante psicodélicos, que dão um clima muito viajante para o play. E, no meio disso tudo, ao grupo ainda nos brinda com a linda instrumental "Tanelorn", prima das composições acústicas de Jimmy Page.

É gratificante encontrar novos grupos, com talento e competência de sobra, gravando grandes discos logo no início de suas carreiras. Isso só demonstra o quão forte está a cena atual da música pesada, com dezenas de ótimas novas bandas pintando. O Black Pyramid é um destes excelentes novos nomes, e tem qualidade de sobra não apenas para conquistar novos fãs, mas também para construir uma trajetória sólida ao longo dos anos.

Faixas:
Endless Agony
Mercy's Bane
Night Queen
Dreams of the Dead
Tanelorn
Sons of Chaos
Empty Handed Insurrection
The Hidden Kingdom
Into the Dawn

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Stamp

LGBT: confira alguns músicos que não são heterossexuais

Slayer: a trágica e não revelada história do fim de Jeff Hanneman


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Ricardo Seelig

Ricardo Seelig é editor da Collectors Room - www.collectorsroom.com.br - e colabora com o Whiplash.Net desde 2004.
Mais matérias de Ricardo Seelig.