De Profvndis Clamati: Funeral Doom de influências clássicas

Resenha - In Between Passionate Minnuendos - De Profvndis Clamati

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Pierre Cortes
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Não há como negar que no Brasil sempre surgem bandas, das mais variadas ramificações do Metal, com imenso potencial e repletas de qualidade. Isso é um fato e já faz tempo. A banda curitibana DE PROFVNDIS CLAMATI é, sem qualquer sombra de dúvida, um belo exemplo desta constatação. Eles praticam um Funeral Doom com influências e passagens clássicas.
5000 acessosNirvana: quem é o bebê da capa de Nevermind?5000 acessosGarimpeiro das Galáxias: Beldades globais e sua paixão pelo rock

In Between Passionate Minnuendos é um EP que já estava disponível nos moldes digitais, porém agora está sendo lançado por um selo chileno. Trata-se do primeiro registro em CD do grupo. Diga-se de passagem, um belo presente aos admiradores do estilo.

A obra possui apenas 02 músicas. “Undying Orchestral Suite”, a primeira delas, é uma instrumental de quase seis minutos. Há passagens fúnebres, melancólicas, misteriosas e nos deparamos com fortes influências de música clássica. Uma excelente abertura com uma música bela e que consegue comover.

Na sequência temos “Love May Sink By Slow Decay”. É uma faixa com pouco mais de seis minutos que inicia com um tecladão que dá um clima enigmático à música e apresenta um instrumental super pesado aliado a vocais guturais, mostrando que o grupo sabe executar um Doom Metal de primeiríssima linha. A canção segue com algumas variações de ritmos e até um coro que, de alguma forma, me fez lembrar algo do ASHES YOU LEAVE. Ao final ainda temos um belíssimo dedilhado de violão, que me remeteu aos noruegueses do FUNERAL dos tempos do Tragedies.

A previsão é de que ainda este ano, o DE PROFVNDIS CLAMATI lance o primeiro álbum. Enquanto isso não acontece, cabe a nós apreciarmos este EP composto por melodias densas, sombrias, tristes e executadas com muita, mas muita emoção. Recomendado aos apreciadores de Metal e indispensável aos fãs de Doom. Uma obra prima.

Banda: De Profvndis Clamati
País de Origem: Brasil
Título do álbum: In Between Passionate Minnuendos
Ano: 2011
Estilo: Doom Metal
Gravadora: FunerART

Line-up:

Kleber Fainer – Vocal/Teclado
Carlos Barcelos – Guitarra
Daniel Franco – Baixo
Thiago Faggiani – Bateria

Faixas:

1. Undying Orchestral Suite
2. Love May Sink By Slow Decay

Sites:

http://www.myspace.com/deprofvndisclamati
http://www.soundclick.com/bands/default.cfm?bandID=783902...
http://www.lastfm.com.br/music/de+profvndis+clamati
http://www.reverbnation.com/deprofvndisclamati

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "De Profvndis Clamati"

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "De Profvndis Clamati"

Quem é ele?Quem é ele?
A história do bebê imortalizado na capa de Nevermind

CamisetasCamisetas
Beldades globais e sua paixão pelo rock

Guns N RosesGuns N' Roses
Axl Rose responde sobre Chinese, Brian May, reunião, e mais

5000 acessosMötley Crüe: a ousada tattoo de modelo paulista em tributo à banda5000 acessosSlash: Saul Hudson explica qual a origem de seu apelido5000 acessosSabaton: Exército brasileiro retribuiu homenagem da banda sueca5000 acessosKiss: o Brasil acreditava que a banda matava pintinhos nos shows5000 acessosStryper: Tom Araya fala sobre demônio, sai do palco e vai rezar5000 acessosSepultura: as dez canções mais subestimadas da banda

Sobre Pierre Cortes

Pierre Cortes, paulistano, bacharelado em Publicidade e em Cinema, amante da fotografia e escrita, apreciador do Heavy Metal e todas as suas subdivisões desde o início dos anos 80, colaborador do Whiplash.Net desde 2011, Twitter - @pierrecortes.

Mais matérias de Pierre Cortes no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online