Autopsy: Retorno dos mestres americanos do Death/Gore

Resenha - Macabre Eternal - Autopsy

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Junior Frascá
Enviar Correções  

9


Como é bom ouvir um novo disco do AUTOPSY depois de tanto tempo! E 16 anos já se passaram desde "Shitfun" (1995), o último registro de estúdio destes mestres americanos do death/gore metal clássico. E amigos, que retorno fantástico!

Linkin Park: 20 coisas que você não sabe sobre a bandaLoudwire: as 10 melhores músicas do Nirvana

Após o retorno da banda em 2010, para alguns shows, em que em 2011 soltam este que é seu quinto lançamento.

E já posso afirmar em letras garrafais que estamos diante de um dos melhores (senão o melhor) disco da história da banda, que possui em sua discografia clássicos do quilate de "Mental Funeral". Acham exagero? Então coloquem esta bolachinha para rolar e preparem-se para a destruição sonora que irão presenciar.

Realmente parece que a banda parou no tempo, batendo aquela nostalgia desde os primeiros acordes que nos são apresentados, pois tudo aqui remete aos primórdios do death metal tradicional, mas há um grande diferencial: a excelente produção do álbum, que deixou na cara toda a qualidade musical do conjunto, mas mantendo a sujeira necessária ao estilo (ou seja, esqueçam os excessos de modernidade). Quem conhece os trabalhos anteriores da banda sabe que, apesar de excelentes, pecavam um pouco na qualidade da gravação.

Demais disso, tudo aquilo que os fãs da banda esperam está presente neste lançamento: death metal tradicional de primeira, que prima mais pelo peso do que pela velocidade excessiva, e sem muitas firulas, com riffs e mais riffs absurdamente bem construídos, obscuros e precisos, além de solos doentios, bateria trigada, baixo martelado e vocalizações ultra soturas e desesperadoras, aliados à temática gore (e doentia) da banda, expelindo sangue e vísceras para todos os lados, daquelas que embrulham até os estômagos mais resistentes.

Impossível não se emocionar com faixas como a poderosa abertura "Hand of Doom", e seus riffs sujos e destruidores, que remetem direto ao começo da carreira do OBITUARY; "Dirty Gore Whore" (título mais sugestivo que esse impossível), em que o destaque é o vocalista Chris Reifert; "Macabre Eternal", com riffs e solos estupendos; e a épica "Sadistic Gratification", um verdadeiro hino da desgraceira sonora, e cujos mais de 10 minutos passavam voando, aliando muita brutalidade com passagens mais melancólicas e carregadas (e perturbadoras, vide os gritos agonizantes no final). E todas as faixas seguem essa linha do death metal "old school", mantendo o nível do trabalho muito elevado.

Destaque também para a belíssima capa do trabalho, a cargo do mestre Wes Benscoter.

Infelizmente, mesmo nesta época de MP3 e afins, o disco não tem alcançado vendas expressivas ao redor do planeta, o que pode ocasionar um novo encerramento das atividades da banda. Torçamos para que isso não acontece, pois a banda tem tudo para continuar sua carreira, e este "Macabre Eternal" é um dos melhores registros de retorno de uma banda de que se tem notícia, e tem tudo para cativar os antigos fãs da banda, bem como para lhes trazer novos. Confira sem dó!

Macabre Eternal - Autopsy
(2011 – Peaceville Records – Importado)

Formação:
Chris Reifert – bateria/vocais
Danny Coralles – guitarra
Eric Cutler – guitarra
Joe Trevisano – baixo

Tracklist:
1. Hand of Darkness
2. Dirty Gore Whore
3. Always About to Die
4. Macabre Eternal
5. Deliver Me From Sanity
6. Seeds of the Doomed
7. Bridge of Bones
8. Born Undead
9. Sewn Into One
10. Bludgeoned and Brained
11. Sadistic Gratification
12. Spill My Blood




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Blender: as letras mais repulsivas do Heavy MetalBlender
As letras mais repulsivas do Heavy Metal


Linkin Park: 20 coisas que você não sabe sobre a bandaLinkin Park
20 coisas que você não sabe sobre a banda

Loudwire: as 10 melhores músicas do NirvanaLoudwire
As 10 melhores músicas do Nirvana


Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.

Mais matérias de Junior Frascá no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin