Steel Tormentor: A relevância do Heavy Metal Tradicional

Resenha - Return Of A King - Steel Tormentor

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8


Irlandeses persistentes...! O STEEL TORMENTOR está batalhando desde o distante 1996, soltou uma infinidade de demos e um debut batizado como "Unleashed" em 2004, disco que começou a tornar a banda conhecida entre os amantes da faceta tradicional do Heavy Metal. O moicano, vocalista e guitarrista James Kelly simplesmente vem passando por cima de todas as dificuldades e agora está liberando "Return Of The King", uma verdadeira homenagem aos ícones do estilo.

O tempo, ah o tempo!: rockstars nos anos oitenta e hojeÓdio musical: os artistas mais detestados em lista da Spinner

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Return Of The King" segue de forma bastante simples, movido a riffs galopantes, carregado de solos e melodias, além de refrões com forte apelo épico. O Steel Tormentor não possui nenhuma pretensão além de executar sua música da forma mais honesta possível, e dentro de suas capacidades técnicas - um objetivo alcançado confortavelmente. Certamente, o desempenho vocal de Kelly é digno de nota, oscilando entre o ríspido e melódico, e remetendo ao saudoso Quorton (Bathory).

O áudio está muito acima da qualidade oferecida pelo debut. A gravação de "Return Of The King" é calculadamente suja e robusta, sempre priorizando o peso de cada instrumento. Ainda que "Warrior" e "Soul Stealer" sejam os grandes destaques por aqui, há excelentes composições espalhadas por todos os 44 minutos da audição, e que deixam transparecer as influências do Steel Tormentor, entre elas a primeira fase do Iron Maiden, Diamond Head, Judas Priest e, até mesmo, o norte-americano Metal Church mostra suas caras.

Ok, em pleno novo milênio muitos virão a considerar a proposta do Steel Tormentor como ultrapassada. Certamente, mas também é indiscutível o fato de que os nomes clássicos do estilo, aliado aos muitos grupos emergentes da nova geração, ainda mantém a relevância do Heavy Metal Tradicional. Assim, o leitor que não abre mão de sons 'old school' provavelmente será agraciado por grandes momentos durante a audição deste exultante "Return Of The King". Um belo trabalho!

Contato:
http://www.steeltormentor.com/
http://www.myspace.com/themightysteeltormentor

Formação:
James Kelly - voz e guitarra
Norman Rafter - guitarra
Paul Newell - baixo
Kevin Ryder - bateria

Steel Tormentor - Return Of A King
(2010 / Nephin Records - importado)

01. Ghost Of Avalon
02. Evil Coming
03. Armageddon
04. Warrior
05. Soul Stealer
06. Into The Black
07. Return Of A King
08. Warrior (single edit)




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Steel Tormentor"


O tempo, ah o tempo!: rockstars nos anos oitenta e hojeO tempo, ah o tempo!
Rockstars nos anos oitenta e hoje

Ódio musical: os artistas mais detestados em lista da SpinnerÓdio musical
Os artistas mais detestados em lista da Spinner


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336