Matérias Mais Lidas

imagemA fundamental diferença entre Paulo Ricardo e Schiavon que levou RPM ao fim

imagemSystem of a Down: por que Serj Tankian não joga mais nenhum vídeo game?

imagemRitchie Blackmore revela como o impactou a chegada de Jimi Hendrix na Inglaterra

imagemOzzy Osbourne diz que está bem aos 73 anos, mas sabe que sua hora vai chegar

imagemKiko Loureiro defende surgimento de banda que seria "Greta Van Fleet do Iron Maiden"

imagemO clássico dos Rolling Stones que levou mais de 30 anos para ser tocado ao vivo

imagemMetallica faz doação para complexo de saúde e educação em Curitiba

imagemFreddie Mercury revelou em 1985 como foi conciliar carreira solo e o Queen

imagemA simpatia de James Hetfield ao conversar com pais de bebê que nasceu durante show

imagemRobert Trujillo conta como uma abelha e "migué" quase causaram treta com James Hetfield

imagemOzzy Osbourne é visto caminhando com dificuldade ao sair de estúdio

imagemLars Ulrich diz que shows do Metallica na América do Sul foram incríveis

imagemOzzy Osbourne dá sua opinião sobre o streaming e dispara contra Spotify; "É uma piada"

imagemA visão de Arnaldo Antunes sobre sua timidez no período da adolescência

imagemSe vira nos 30: Andre Matos tomou cano de produtor e fez milagre pra agradar fãs


Stamp

Crashdiet: som típico do hard californiano dos anos oitenta

Resenha - Generation Wild - Crashdïet

Por Ricardo Seelig
Em 05/12/10

publicidade

Nota: 8

Terceiro disco da banda sueca Crashdïet, "Generation Wild" marca uma transição importante em sua carreira: o álbum é o primeiro a contar com Simon Cruz, novo vocalista, no lugar de Olli Hermann, que saiu da banda em 2008 e fundou o Reckless Love. Aliás, o posto de vocalista do Crashdïet é complicado, já que a banda gravou apenas três discos – "Rest in Sleaze" (2005) e "The Unattractive Revolution" (2007) são os anteriores -, cada um com um cantor diferente. A saber: o vocalista original, Dave Lepard, cometeu suicídio em 20 de janeiro de 2006, com apenas 25 anos, devido a uma depressão.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

"Generation Wild" traz onze faixas que mantém vivo em 2010 aquele som típico do hard californiano dos anos oitenta. Após uma breve introdução, "Armageddon" abre o disco com um riff agressivo, que dá início a uma faixa com uma sonoridade rica e com ótimo refrão. Os riffs 'pedalados' de "So Alive" mantém o clima do play em alta, com uma sonoridade clássica recheada por backing vocals bem interessantes.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

A faixa-título, lançada como single e cujo clipe foi banido da MTV devido às suas cenas obcenas, é outra com um grande refrão. O ótimo solo de guitarra é a cereja do bolo de uma composição com cara de hit!

O álbum apresenta uma sequência de faixas redondas e muito bem resolvidas. "Rebel" é bem agressiva e conta com linhas vocais grudentas. A empolgante "Down in the Dust" é uma das melhores do disco, e você vai cantar junto o refrão sem ao menos perceber. "Bound to Fall" se destaca por unir guitarras pesadas a trechos mais calmos, onde a música respira, toma fôlego e conquista o ouvinte. O disco fecha com a excelente balada "Beautiful Pain".

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

"Generation Wild" traz um hard rock feliz e festeiro, despreocupado e sem maiores compromissos – e por isso mesmo bom pra caramba! Uma trilha sonora mais do que apropriada para um animado bate-papo com os amigos, de preferência com belas e desinibidas garotas por perto!

Faixas:
1 442 0:53
2 Armageddon 4:06
3 So Alive 4:13
4 Generation Wild 3:56
5 Rebel 3:23
6 Save Her 3:26
7 Down With the Dust 2:47
8 Native Nature 4:29
9 Chemical 4:17
10 Bound to Fall 4:15
11 Beautiful Pain 4:42

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp



Sobre Ricardo Seelig

Ricardo Seelig é editor da Collectors Room - www.collectorsroom.com.br - e colabora com o Whiplash.Net desde 2004.

Mais matérias de Ricardo Seelig.