Sinesttesia: viagem introspectiva e sensibilidade melódica

Resenha - Sinesttesia - Sinesttesia

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar Correções  


Sergipano de Aracajú, o Sinesttesia liberou em 2009 seu primeiro registro, este CD-Demo auto-intitulado que está agora aportando no Whiplash!. São apenas três composições que se revelam uma bonita viagem, bastante introspectiva e que primam por extrema sensibilidade melódica. O resultado é irrotulável em uma audição que flui de forma bastante simples, mas tão envolvente que segura todas as atenções do ouvinte.

Além das excelentes melodias, seus músicos experimentam muito e tem como claro objetivo alcançar uma sonoridade repleta de contrastes. E assim é em "Sinesttesia". São muitos teclados, guitarras distorcidas contrapondo-se a dedilhados cristalinos, um contrabaixo bastante atuante e vocalizações que não exageram em sua interpretação.

publicidade

Como diz o próprio Sinesttesia, este é '... um convite para a reflexão sobre o que existe de mais importante: a vida...'. Este é um trabalho indicadíssimo para quem não abre mão de composições com várias ambientações. São apenas 16 minutos de audição que servem como um aperitivo para sua estréia em disco, que está em vias de produção – e este escriba confessa que está realmente curioso para conferir um disquinho completo destes nordestinos.

publicidade

Contato: www.myspace.com/bandasinesttesia

Formação:
Enaldo - voz
Daniel - guitarra
Marcel - baixo
Omar - teclados
Diego - bateria

Sinesttesia - Sinesttesia
(2009 / CD-Demo independente - nacional)

01. Awakening
02. Sinestesia
03. Blindness




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Fotos de Infância: Ozzy OsbourneFotos de Infância
Ozzy Osbourne

Capas de disco: como seriam se fossem gifs animadosCapas de disco
Como seriam se fossem gifs animados


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin