Destruction: uma aula dos pais do Thrash Metal germânico

Resenha - Curse Of The Antichrist; Life In Agony - Destruction

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Lucas Mosca, Fonte: poeiraZine
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 10


"The butcher strikes back / Devastating thrash atack". Sim, o Destruction está de volta na área. E o açougueiro, símbolo da banda, está mais sanguinolento do que nunca. Neste "The Curse Of The Antichrist - Life In Agony", um álbum ao vivo de 22 faixas, os pais do thrash metal germânico dão uma aula de maturidade, competência e, claro, brutalidade.

Tom Grosset: O mais rápido baterista do mundo segundo o GuinnessGuitar World: as 50 melhores canções de Rock de todos os tempos

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Formada em 1983 na pequena cidade de alemã de Weil am Rhein pelo insano vocalista e baixista Marcel Schmier, o guitarrista Mike Sifringer e o baterista Tommy Sandmaan, o power trio fez sucesso retumbante durante a década de 80. Discos como Sentence of Death (1984), Infernal Overkill (1985) e Eternal Devestation (1986) geraram clássicos imortais como "Curse the Gods", "Eternal Ban", "Death Trap" e "Eternal Ban", todos eles presentes neste novo petardo da banda, gravado durante a última turnê de divulgação do seu último disco de estúdio, Devolution (2008).

A formação do Destruction já não é a mesma. Do line-up original, somente Sifringer e Schmier continuam juntos. No posto de baterista desde 2001, Marc Reig completa o time. E quem já assistiu a alguma apresentação do power trio sabe que o poder de fogo dos caras é algo anormal, doentio, tamanho o peso que o som da banda oferece. Parece que há cinco, seis elementos no palco, em vez de três. Uma comparação possível, e à altura, somente com os lendários membros do Motörhead - que também continuam na ativa.

Se você está sedento por um disco de genuíno thrash metal oitentista, The Curse Of The Antichrist - Life In Agony é a pedida ideal. Além de ser um apanhado geral da carreira do Destruction, é um disco de produção impecável, fortíssimo candidato a álbum ao vivo do ano.

Indispensável!

Selo: AFM Records

CD 1
1. The Butcher Strikes Back
2. Curse The Gods
3. Nailed To The Cross
4. Mad Butcher
5. The Alliance Of Hellhoundz
6. D.E.V.O.L.U.T.I.O.N
7. Eternal Ban
8. Urge The Greed Of Gain
9. Thrash Till Death
10. Metal Discharge

CD 2
1. The Damned
2. Cracked Brain
3. Soulcollector
4. Death Trap
5. Unconscious Ruins
6. Life Without Sense
7. The 7 Deadly Sins
8. Antichrist
9. Reject Emotions
10. Thrash Till Death
11. Total Desaster
12. Bestial Invasion




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Destruction"


Metal: você acredita na lenda do terceiro álbum? - Parte 1Metal
Você acredita na "lenda do terceiro álbum"? - Parte 1

Metal Alemão: as 10 melhores bandas segundo o About.comMetal Alemão
As 10 melhores bandas segundo o About.com


Tom Grosset: O mais rápido baterista do mundo segundo o GuinnessTom Grosset
O mais rápido baterista do mundo segundo o Guinness

Guitar World: as 50 melhores canções de Rock de todos os temposGuitar World
As 50 melhores canções de Rock de todos os tempos


Sobre Lucas Mosca

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

adClio336|adClio336