Theodore Ziras: guitarrista grego com time de primeira

Resenha - HyperpyrexiA - Theodore Ziras

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar Correções  

8


Theodore Ziras é um conceituado guitarrista grego não muito conhecido em terras brasileiras, e que, embora com algum atraso, mandou seu terceiro álbum instrumental ao Whiplash!. Liberado no finalzinho de 2007, "HyperpyrexiA" conta com, além do óbvio Ziras na guitarra, a participação de Derek Sherinian (teclados, ex-Dream Theater), Manos Markopoulos (baixo) e Brian Tichy (bateria, ex-Zakk Wylde). Ou seja, um time realmente de primeira!

Seja em função da tendência de tantos guitarristas priorizarem a exibição da velocidade ou arranjos realmente complicados, é fato consumado que boa parcela do grande público considere álbuns instrumentais um tanto quanto cansativos. Mas não é isso o que acontece em "HyperpyrexiA"... Um dos grandes trunfos das 10 faixas do disco é que, mesmo tendo como foco a guitarra, há amplo espaço para os outros instrumentos, em especial ao criativo trabalho dos teclados de Sherinian.

publicidade

O repertório é bastante diversificado e passeia por vários dos subgêneros metálicos, desde o mais tradicional, algo do progressivo e até mesmo encarando o fusion. Ou seja, há mostras de arranjos simples ao lado de outros bem virtuosos, mas sempre com sinuosas melodias enriquecendo cada minuto da audição.

Os ‘hits’ (isso existe em álbuns instrumentais???) mais evidentes poderiam ser encontrados na faixa-título e principalmente em "Salvation", mas várias outras canções se sobressaem. Há influência de Yngwie Malmsteen em "Rapid Eye Movement"; o jeitão de Satriani aparece de forma declarada na bonita "Such And Such" e os momentos mais agressivos podem ser conferidos em "Number One" e "Night Of The Dead", esta com certos riffs inesperados bem na linha dos primórdios do Metallica.

publicidade

"HyperpyrexiA" foi gravado em Los Angeles pelo próprio Derek Sherinian e provavelmente só não é ainda melhor pelo fato de Theodore Ziras não apresentar um estilo mais particular em seus arranjos – o que não é necessariamente algo que comprometa a audição, pois esta flui de forma muito agradável e a qualidade de sua proposta é altíssima. Merece uma cuidadosa conferida!

publicidade

Theodore Ziras - HyperpyrexiA
(2007 / Sleaszy Rider Records - importado)

01. Child Of Scotland
02. Such And Such
03. Rapid Eye Movement
04. Solitude
05. Seven Courses
06. Salvation
07. Number One
08. Night Of The Dead
09. Hyperpyrexia
10. Go East

Homepage:
http://www.theodoreziras.com




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Os Trapalhões: uma homenagem ao Heavy Metal em 1985Os Trapalhões
Uma homenagem ao Heavy Metal em 1985

Cinco contra um?: Roqueiros comentam como a revista Playboy os marcouCinco contra um?
Roqueiros comentam como a revista Playboy os marcou


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin