Savage Circus: DVD apenas para fãs da banda

Resenha - Live in Atlanta - Savage Circus

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Maurício Dehò
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


O Savage Circus é a banda que o baterista alemão Thomas Stauch montou junto a Piet Sielck – eles tocaram juntos no primeiro disco do Iron Savior – antes mesmo de deixar o Blind Guardian. Com sua saída do grupo, com quem ficou por 20 anos, o que era um projeto de “Thomen” virou sua banda principal, resultando no debut “Dreamland Manor” (2005). Amado ou odiado, o disco apresenta um som muito parecido com o do Blind Guardian em sua época menos pomposa e lembrando também o Iron Savior. Muito disso vem pelo fato de a voz de Jens Carlson (ex-Persuader) lembrar muito à de Hansi Kursch.
5000 acessosSexo e rock n' roll: banda grava e vende pornô para bancar despesas5000 acessosShaman: baixista desabafa sobre cena brasileira

Como hoje em dia é barato e vantajoso a uma banda gravar DVDs – basta lembrar do primeiro do Angra, logo na estréia de sua formação com Falaschi, Andreoli e Priester – os alemães resolveram já em sua primeira turnê registrar uma apresentação em vídeo. O resultado é “Live in Atlanta”, gravado no dia 15 de setembro de 2006, durante o ProgPower USA, e lançado no ano seguinte.

Desde o início, fica claro que, como tem ocorrido bastante em outras bandas, o Savage Circus poderia ter esperado um momento melhor para soltar um material deste tipo. Nisso, inclui-se ter verba para uma melhor produção de palco e mais câmeras, mais músicas para um show de maior duração, entre outros aspectos. O problema não é a qualidade do som, menos ainda das composições, uma vez que, para quem curte Power/Melódico, a banda contava com duas pessoas muito entendidas no assunto: Thomen e Sielck, um guitarrista de mão cheia e que manda muito nos backing vocals, até pela experiência como vocalista de sua outra banda. Mas, na verdade, quem assumiu a bateria em Atlanta foi Thomas Nack (ex-Gamma Ray). Ele ficou na banda a maior parte de 2006, enquanto o batera original resolvia problemas de saúde.

Talvez até pelo pouco tempo da banda tocando junta, falta um pouco de animação e presença de palco para o quinteto durante a um hora de show, mas algumas faixas vão se destacando pelo caminho. “Evil Eyes” é uma das melhores e possui aquela guitarrinha solando durante a música, o que é a cara de André Olbrich, do Blind – aqui, fica a cargo de Emil Norberg, na segunda guitarra, integrante que mais agita no palco. Esta faixa inclusive ganhou clipe, que está incluído nos extras mas é bem fraquinho.

Um pouco mais lenta, “Beyond Reality” tem uma das melhores performances de Carlson, que realmente tem um timbre muito bom de voz. E “Born Again by the Night” apresenta um Savage Circus mais rápido e pesado, em outro momento de destaque. O set consiste nas nove músicas do debut e a curtinha “Ca Plane Pour Moi”, última do show, que originalmente saiu como um bônus para o mercado japonês em “Dreamland Manor”.

Além do show, de uma galeria de fotos e o clipe citado, há ainda um roadmovie que também não deve acrescentar muito. São dez minutos de Sielck com uma câmera na mão, em Atlanta, e o restante do grupo fazendo graça em frente à ela.

“Live in Atlanta” é aquele material exclusivo para fãs ou para quem ainda não conhece o grupo e tem curiosidade. Não há grandes destaques, nem a chance de conferir o Savage Circus ao vivo em um registro do que foi sua formação original, pela ausência de Thomen. Atualmente, a banda vive uma guerra de acusações, já que o baterista saiu, dando lugar ao veterano multi-bandas Mike Terrana (Rage e Malmsteen, entre muitas outras). Um novo disco deve sair ainda este ano, então, quem curte o som dos alemães, fique ligado no DVD e de olho no futuro.

Track List:
1. Tomorrowland
2. Evil Eyes
3. Waltz of the Demon
4. It - The Gathering
5. Between the Devil And the Seas
6. Beyond Reality
7. Ghost Story
8. When Hell Awakes
9. Born Again by the Night
10. Ca Plane Pour Moi

Formação no show:
Jens Carlson – vocal
Piet Sielck – guitarra e vocal
Emil Norberg – guitarra
Yenz Leonhardt – baixo
Thomas Nack – bateria

Lançamento nacional – Hellion Records / 2007

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Live in Atlanta - Savage Circus

1329 acessosSavage Circus: show curto e sem Stauch em DVD

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Savage Circus"

Stephen KingStephen King
Blog elege Top 5 das canções inspiradas em sua obra

Stephen KingStephen King
As 12 melhores canções inspiradas em sua obra

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Savage Circus"

Sexo e rock n rollSexo e rock n' roll
Banda grava e vende pornô para bancar despesas

ShamanShaman
Fernando Quesada desabafa sobre cena brasileira

Nicko McBrainNicko McBrain
Pedal duplo é pra caras como Aquiles Priester

5000 acessosDinheiro não é tudo mas ajuda: 5 Rock Stars que nasceram ricos5000 acessosFotos de Infância: Steven Tyler, do Aerosmith5000 acessosSlayer: Tom Araya revela seus ídolos do baixo5000 acessosBlack Metal: banda brasileira fez clipe mais bizarro do universo5000 acessosSeparados no nascimento: Lady Gaga e Eddie4905 acessosMegadeth: Dave Mustaine diz que havia uma "estranheza" entre ele e Friedman

Sobre Maurício Dehò

Nascido em 1986, é mais um "maidenmaníaco". Iniciou-se no metal ao som da chuva e dos sinos de "Black Sabbath", aos 11 anos, em Jundiaí/SP. Hoje morando em São Paulo, formou-se em jornalismo pela PUC e é repórter de esportes, sem deixar de lado o amor pela música (e tentando fazer dela um segundo emprego!). Desde meados de 2007, também colabora para a Roadie Crew. Tratando-se do duo rock/metal, é eclético, ouvindo do hard rock ao metal mais extremo: Maiden, Sabbath, Kiss, Bon Jovi, Sepultura, Dimmu Borgir, Megadeth, Slayer e muitas, muitas outras. E é de um quarteto básico que espera viver: jornalismo, esporte, música e amor (da eterna namorada Carol).

Mais matérias de Maurício Dehò no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online