Matérias Mais Lidas

Iron Maiden: como soaria se Enter Sandman, do Metallica, fosse deles? VejaIron Maiden
Como soaria se "Enter Sandman", do Metallica, fosse deles? Veja

Metallica: ouça primeira vez que Master Of Puppets foi tocada (com Mustaine no rolê)Metallica
Ouça primeira vez que "Master Of Puppets" foi tocada (com Mustaine no rolê)

Rodolfo Abrantes: ele sentiu presença maligna em shows do Slayer e Marilyn MansonRodolfo Abrantes
Ele sentiu presença maligna em shows do Slayer e Marilyn Manson

Dave Mustaine: veja as primeiras guitarras da parceria dele com a GibsonDave Mustaine
Veja as primeiras guitarras da parceria dele com a Gibson

Guns N' Roses: DJ Ashba recusou convite para ficar na banda após volta de SlashGuns N' Roses
DJ Ashba recusou convite para ficar na banda após volta de Slash

Black Sabbath: Ozzy era ótimo no que fazia mas Dio era mais envolvidoBlack Sabbath
"Ozzy era ótimo no que fazia mas Dio era mais envolvido"

Metallica: Eu me sinto cada vez mais dinamarquês, afirma Lars UlrichMetallica
"Eu me sinto cada vez mais dinamarquês", afirma Lars Ulrich

Fender: apagando post considerado machista sobre guitarras e mulheres brasileirasFender
Apagando post considerado machista sobre guitarras e mulheres brasileiras

Aquiles Priester: em 1992, dispensado de gravação por não conseguir tocar com clickAquiles Priester
Em 1992, dispensado de gravação por não conseguir tocar com click

Metallica: James achava o refrão de Master Of Puppets muito comercial, mas Lars adorouMetallica
James achava o refrão de "Master Of Puppets" muito comercial, mas Lars adorou

Queensryche: vocalista desce a lenha em governador que suspendeu uso de máscarasQueensryche
Vocalista desce a lenha em governador que suspendeu uso de máscaras

Metal Hammer: de Scorpions até Rammstein, os 10 melhores álbuns do metal alemãoMetal Hammer
De Scorpions até Rammstein, os 10 melhores álbuns do metal alemão

Mamonas Assassinas: a história das fotos dos músicos mortos, feitas para tabloideMamonas Assassinas
A história das fotos dos músicos mortos, feitas para tabloide

Udo Dirkschneider: por que ele voltou atrás e seguiu cantando músicas do AcceptUdo Dirkschneider
Por que ele voltou atrás e seguiu cantando músicas do Accept

Rob Zombie: primeiro encontro com Ozzy foi estranho e desconfortávelRob Zombie
Primeiro encontro com Ozzy foi estranho e desconfortável


Flavio Maranhao

Napalm Death: legado musical inquestionável

Resenha - Smear Campaign - Napalm Death

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Maurício Gomes Angelo
Enviar Correções  

Nota: 9

Brutalmente suculento é um termo que define bem o Napalm Death. "Suculento" no máximo que a crueza e agressividade pode ser. Chegando ao 12º álbum de estúdio em 20 anos, é impressionante o quanto conseguem manter a solidez e qualidade de sua música. Resultado de firmeza, consciência e um legado musical inquestionável – seja na parte sonora ou lírica.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Eles não abrem concessões, e nem devem fazê-lo, já que peças como "Fatalist", "Puritanical Punishment Beating" e "Shattered Existence" falam por si só. Difícil mensurar o quanto Barney Greenway está possesso e o resto da banda afiada. Talvez a própria descrição dada por eles mesmos no encarte seja uma boa forma de se apresentar: Mark faz os "shouting, screaming, swans and sermons", Shane Embury é o responsável pelas "four strings of the apocalypse", Mich Harris entrega os "shredding, grinding, subliminal noise, shrill cries" e a bateria de Danny Herrera é colocada apenas como "blast beat terrorism".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Eu não faria melhor.

Independente de qualquer coisa, fato é que "Smear Campaign" é uma das porradaças mais inspiradas que o Napalm já lançou – algo que vem se tornando contínuo e vivo desde, no mínimo, "Enemy Of The Music Business". A produção de Russ Russel, que já vem trabalhando há um tempo com eles, continua perfeita para aquilo que a banda propõe: é suja e ríspida, mas sem descuidar da qualidade. Percebe-se também que a saída da guitarra de Jesse Pintado não fez falta ao grupo. Mich Harris é um monstro de criatividade e punch suficientes pra segurar a responsabilidade, e o que ele faz ao lado de Embury é no mínimo assustador. "Persona Non Grata", "Short-Lived" e "Warped Beyond Logic" são amostras fiéis disto.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Obviamente, há faixas mais puxadas para o hardcore enquanto outras se fiam em algo mais metal. A separação, no entanto, é despropositada. O que você vai encontrar aqui, em essência, é aquilo que o Napalm se tornou desde a sua fundação: a gema do grindcore mundial. Se eles não perdem o fôlego com a idade, mas, pelo contrário, mostram-se ainda mais ferozes, burilando a "podreira" com técnica e acidez, sorte a nossa.

O Napalm Death se firma ainda mais no topo a cada lançamento, sedimentando clássicos atrás de clássicos. Até covardia compará-los com qualquer outra coisa. Ouça o álbum – sem dúvida ficará um bom tempo no CD player. E aproveite a turnê.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Formação:
Mark "Barney" Greenway (Vocal)
Mitch Harris (Guitarra)
Shane Embury (Baixo)
Danny Herrera (Bateria)

Site Oficial: www.napalmdeath.org


Outras resenhas de Smear Campaign - Napalm Death

Napalm Death: ainda mais furioso após 12 álbuns


Stamp
publicidade
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Cannibal Corpse, Napalm Death e Soilwork: integrantes montam banda de Rock n' Roll

Napalm Death: Barney manda a real e diz que negacionistas precisam abrir os olhosNapalm Death
Barney manda a real e diz que negacionistas precisam abrir os olhos

Blood from the Soul: Projeto de Shane Enbury, do Napalm Death está de volta


Melhores de 2012: as escolhas do redator Leonardo Daniel TavaresMelhores de 2012
As escolhas do redator Leonardo Daniel Tavares

Napalm Death: os questionamentos de Shane sobre as religiõesNapalm Death
Os questionamentos de Shane sobre as religiões

Napalm Death: as 10 músicas que transformaram a vida do vocalista Barney GreenwayNapalm Death
As 10 músicas que transformaram a vida do vocalista Barney Greenway


Guitarra: em vídeo, o solo mais destrutivo que você já viuGuitarra
Em vídeo, o solo mais destrutivo que você já viu

Vocalistas: as vozes mais agudas do Metal segundo o NoisecreepVocalistas
As vozes mais agudas do Metal segundo o Noisecreep


Sobre Maurício Gomes Angelo

Jornalista. Escreve sobre cultura pop (e não pop), política, economia, literatura e artigos em várias áreas desde 2003. Fundador da Revista Movin' Up (www.revistamovinup.com) e da revrbr (www.revrbr.com), agência de comunicação digital. Começou a escrever para o Whiplash! em 2004 e passou também pela revista Roadie Crew.

Mais matérias de Maurício Gomes Angelo no Whiplash.Net.