RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemTodos os rockstars que já recusaram ser condecorados pela rainha Elizabeth II

imagemAxl e o pequeno gesto com Slash comprovando que as tretas do passado ficaram pra trás

imagemO hit de Cazuza feito durante internação e que seria indireta para affair Ney Matogrosso

imagemManeskin e o grande temor que Gastão Moreira tem em relação à banda

imagem"Hi Regis, I'm Paul!": o dia em que Paul McCartney ligou para Regis Tadeu

imagemO protagonismo do Sepultura em relação a Anitta, segundo João Gordo

imagemMembro do Guns N' Roses vai na Galeria do Rock de SP e compra camiseta oficial

imagemRenato Russo tentava boicotar Legião marcando show em dia de jogo na copa de 1994

imagemBob Dylan revela como conhecer seu maior ídolo o fez deixar de venerar pessoas

imagemArnaldo explica por que saía do palco quando Titãs tocava hit de "Cabeça Dinossauro"

imagemA surpreendente música do Metallica que Trujillo mostraria para quem não conhece a banda

imagemPor que Casagrande precisou de escolta de psicóloga para participar de programa de Gordo?

imagemBlack Sabbath: 4 obscuras influências musicais da formação original

imagemGuns N' Roses no Allianz Parque de SP: veja setlist e vídeos da apresentação

imagemO motivo pelo qual Pete Townshend disse se arrepender de integrar o The Who


NFL Steve Harris

Resenha - P.R.A.Y. - Exhort

Por Ricardo Seelig
Em 24/11/06

publicidade

Nota: 6

Escrever sobre este álbum é complicado. Por problemas diversos, "P.R.A.Y.", segundo trabalho do Exhort, só chega agora ao mercado, mais de uma década após a sua gravação, em 1994. O resultado é que detalhes que soavam inovadores na época, como a inclusão de percussão brasileira em algumas faixas, hoje soam como lugar comum.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

O grupo, formado por Nando Machado no baixo e vocal, Marcos Kleine na guitarra, Sílvio Vartan na guitarra e vocal e Rick Verreschi na bateria, mostra nas onze faixas do disco um som maduro e bem construído. Isso é inegável, e não se discute. O que pega é que, em alguns momentos, a sonoridade do Exhort soa ultrapassada, deslocada do que se faz no heavy metal atual. Patriotices à parte, este é outro fator que não se pode negar.

Assim, canções como a faixa de abertura, "I´ll Mind Mine", que causariam um impacto muito maior se lançadas há dozes anos atrás, hoje, em um mundo pós "Refuse/Resist", "Nothing To Say" e "Roots Bloody Roots", perdem muito de sua força. O tempo não perdoa, e quem ficou parado, independente do motivo, paga um preço alto.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

A banda alcança resultados legais em faixas como "Pray", "Put Me To Sleep", "Segregate Me" e "Day Old Bread", mas nada com força suficiente para conquistar os bangers mais novos, acostumados a um tipo de som muito mais pesado e agressivo. Os fãs das antigas irão se deliciar, mas não são suficientes para levar o nome do Exhort mais longe do que os limites da Grande São Paulo.

"P.R.A.Y." é um álbum que tem o seu valor histórico, mas que perdeu grande parte do seu impacto e da sua força com o passar dos anos. Se este disco tivesse sido lançado na época em que foi gravado, a história poderia ser outra, mas agora, em 2006, não passa de mais do mesmo para a mercado metálico.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

Uma pena, mas é isso.

Faixas:
1. I´ll Mind Mine
2. Kill You First
3. Pray
4. Put Me To Sleep
5. Segregate Me
6. When The Shark Sleeps
7. Destiny
8. Solitary Struggle
9. Day Old Bread
10. Drunk Again
11. Hope And Glory

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Kurt Cobain e a banda brasileira que mexeu com ele: "eles foram muito revolucionários"

O trocadilho picante que Ney fazia em "Pro Dia Nascer Feliz" que Cazuza gargalhava


Sobre Ricardo Seelig

Ricardo Seelig é editor da Collectors Room - www.collectorsroom.com.br - e colabora com o Whiplash.Net desde 2004.

Mais matérias de Ricardo Seelig.