Resenha - Primeval Force - Tharaphita

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8


Há pouco mais de uma década não teríamos notícias de muitas bandas vindas do distante leste europeu, mas o número de conjuntos tocando heavy metal está crescendo cada vez mais por aqueles lados, e o melhor: muitos destes de grande qualidade.

Dio: as músicas de Heavy Metal/Rock favoritas do vocalistaAtores e música: As bandas de Russell Crowe, Keanu Reeves e Bruce Willis

O Tharaphita é um destes casos. Vindo da Estônia, começou suas atividades em 1996 e traz em sua atual formação Ank (voz), Benton (guitarra), Draconic (guitarra), Massacra (baixo) e Melu (bateria); e percebe-se muita experiência e profissionalismo por parte destes músicos em seu quarto registro chamado "Primeval Force".

A proposta aqui são canções que, mesmo soando bastante agressivas, trazem em suas estruturas momentos mais suaves. Muitos diriam que o Tharaphita toca viking metal, mas sua arte vai além, pois há incrementos como um pouco de folk, power e até mesmo arranjos do saudoso NWOBHM, culminando em canções bem épicas e repletas de atmosferas quase black metal. Nada novo, mas é muito coeso e enérgico.

Um ponto interessante nesta banda é seu vocalista, que canta de maneira áspera, mas ainda assim é particularmente melodioso, com uma técnica muito boa e consegue realmente agradar. Verdadeiros pesos-pesados são "Sorceress" com riffs bombásticos, uma faixa veloz e com influências de power metal que empolga muito, assim como "Tongue Of Flame", com seu refrão pegajoso e certa brutalidade mesclada ao metal inglês oitentista, mas passando longe de soar datado.

Totalmente underground, "Primeval Force" possui canções diretas e até mesmo simples, porém muito bonitas e que podem cair nas graças de apreciadores dos mais variados gêneros dentro do heavy metal. Com certeza merece uma boa conferida.

Seria interessante se algumas distribuidoras do Brasil procurassem colocar no mercado mais discos de bandas do leste europeu. Sua música consegue ser bem mais agressiva que a grande maioria dos discos que estamos acostumados a escutar atualmente, e esta reciclagem sonora seria bem recebida por muitos headbangers.

Tharaphita - Primeval Force
(2005 / Nailboard Records - importado)

01. Sorceress
02. Primeval Force
03. Throne Of Bones
04. 10 000 Eestlast
05. Tongue Of Flame
06. Passing Into Anguish
07. Destroyer Of Soul
08. Manalateekond

Homepage: www.metal.ee/tharaphita




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Tharaphita"


Dio: as músicas de Heavy Metal/Rock favoritas do vocalistaDio
As músicas de Heavy Metal/Rock favoritas do vocalista

Atores e música: As bandas de Russell Crowe, Keanu Reeves e Bruce WillisAtores e música
As bandas de Russell Crowe, Keanu Reeves e Bruce Willis

Heavy Metal: quais as 10 melhores vozes da história?Heavy Metal
Quais as 10 melhores vozes da história?

Por pouco: 15 rockstars que quase partiram dessa para uma melhorPor pouco
15 rockstars que quase partiram dessa para uma melhor

Bruce Dickinson: foi difícil evitar as drogas durante toursBruce Dickinson
Foi difícil evitar as drogas durante tours

Danilo e suas tattoos: uma história de amor pelo NazarethDanilo e suas tattoos
Uma história de amor pelo Nazareth

Led Zeppelin: a banda ainda não acabou, diz Jimmy PageLed Zeppelin
"a banda ainda não acabou", diz Jimmy Page


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336