Resenha - Unclenching of Fists - Firstborn

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8


A história desta banda começa em Portugal no ano de 1995, quando ainda se chamava Firstborn Evil. Sob este nome lançou um CD-Demo e logo depois debutou com "Rebirth Of Evil" (98). Como já havia outro conjunto com este nome, passam a se denominar simplesmente The Firstborn e logo em seguida liberam "From The Past Yet To Come" (00).

Boatos no rock: auto-felação, satanismo, sexo bizarro?Fotos de Infância: Red Hot Chili Peppers

Após um hiato de cinco anos, The Firstborn enfim lança este "The Unclenching of Fists" e, meu amigo, este é um disco que não deve ser julgado logo numa primeira audição... a proposta aqui é complexa: canções com o clássico death metal, algo de black, e cheia de experimentos com a música oriental, além de letras que seguem o conceito do budismo tântrico e do Livro Tibetano dos Mortos.

A brutalidade se mantém na maior parte do álbum, com bons riffs e bateria veloz, tudo pesadíssimo como tem que ser dentro do metal extremo. Mas é o uso de instrumentos como cítara e ainda sonoridades inusitadas à base de samples de música oriental (Mongol, Tibetana, Chinesa, etc) nos interlúdios e no próprio corpo das canções é que fornecem o grande diferencial na arte destes portugueses.

A despeito do uso de samples, nada dá a impressão de estar "colado", e sim complementando as guitarras e seção rítmica; os arranjos estão muito bem elaborados e repletos de detalhes. O vocalista Bruno, apesar de usar linhas vocais tradicionalmente ríspidas, em várias ocasiões também canta de forma mais limpa, o que garante ainda mais diversidade ao disco. O resultado final transmite uma aura bastante bela, caótica e até mesmo épica, conseguindo prender a atenção do ouvinte até o fim.

The Firstborn liberou um destes poucos registros cujo conteúdo não permite limites à criatividade e que soa de maneira distinta dentro da música extrema. "The Unclenching of Fists" merece respeito pela ousadia e com certeza uma boa conferida!

Músicos:
Bruno Fernandes - voz
Paulo Vieira - guitarra
Hélder Malícia - baixo
Gustavo Vieira - sintetizadores
Rolando Barros - bateria (músico de estúdio)
Nuno Gervásio - guitarra-solo (músico de estúdio)

The Firstborn - The Unclenching of Fists
(2005 / ProCon Media - importado)

01. Torn From Within (Awakening)
02. To Roam The Endless Plains
03. Perception
04. Path Of The Mindwalker
05. Voyage
06. Fire Channels
07. Movement For Practicing The Way
08. The Roaring Voice Of The God Of Death
09. Of Time And Its Absence
10. Ten Offerings To Mahakala
11. Golden Libation
12. Absolute
13. The Unclenching Of Fists

Homepage: www.thefirstborn.net




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "First Born"


Boatos no rock: auto-felação, satanismo, sexo bizarro?Boatos no rock
Auto-felação, satanismo, sexo bizarro?

Fotos de Infância: Red Hot Chili PeppersFotos de Infância
Red Hot Chili Peppers

Pink Floyd: Perguntas e respostas e curiosidadesPink Floyd
Perguntas e respostas e curiosidades

Metallica: foto rara de formação original do grupoMetallica
Foto rara de formação original do grupo

Curiosidade: capas de álbuns com ilusões de óticaCuriosidade
Capas de álbuns com ilusões de ótica

Regis Tadeu: Ah, o ingresso é muito caro? Então não vá ao show!Regis Tadeu
Ah, o ingresso é muito caro? Então não vá ao show!

Europe: confissões de Tempest sobre excessos dos anos 80Europe
Confissões de Tempest sobre excessos dos anos 80


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.