Resenha - Rapture of the Deep - Deep Purple

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rodrigo Simas
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8


O quarto CD de estúdio com Steve Morse nas guitarras, e o segundo com Don Airey nos teclados, traz o mesmo Deep Purple dos últimos 10 anos, riffs certeiros, grandes solos, boas performances, mas sem a mágica dos grandes clássicos da banda.

Regis Tadeu: Deep Purple, os plágios do Black Sabbath e muito maisFotos de Infância: Cradle Of Filth

Rapture of the Deep é um típico álbum de rock n' roll. E vai agradar, em cheio, todos amantes do estilo. Mesmo aqueles que estavam desgostosos com os últimos lançamentos, Abandon e Bananas - o primeiro muito criticado pelos fãs -, vão respirar mais tranqüilos ao ouvir faixas como "Money Talks", "Girls Like That" e "Wrong Man", as três primeiras músicas do melhor trabalho do Deep Purple desde o excelente "Purpendicular", de 1996.

A nova fase da banda, em sua formação MK8 - Ian Gillan (voz), Steve Morse (guitarra), Ian Paice (bateria), Roger Glover (baixo) e Don Airey (teclado) -, é marcada pelos riffs de Morse, que influenciam profundamente o estilo das composições, por diversas vezes lembrando, até demais, os trabalhos solo do guitarrista.

Gillan continua impecável, interpretando de forma magistral as 10 faixas de Rapture of the Deep, que tem em um de seus maiores destaques a música de mesmo nome, um épico com influências orientais de seis intensos minutos.

"Back to Back" e "Junkyard Blues" mostram como a cozinha de Paice e Glover ainda está segura e pesada. Pela idade média dos integrantes, beirando os 60 anos, é ainda mais impressionante a performance individual dos músicos.

Mesmo a mágica de discos como Machine Head, Fireball, Burn ou In Rock não estando mais presente, Rapture of the Deep é estimulante e atual, mantendo o nome do Purple aceso por mais muitos e muitos anos.

01. Money Talks
02. Gils Like That
03. Wrong Man
04. Rapture Of The Deep
05. Clearly Quiet Absurd
06. Don't Let Go
07. Back To Back
08. Kiss Tomorrow Goodbye
09. Junkyard Blues
10. Before Time Began

Site: http://www.deep-purple.com/


Outras resenhas de Rapture of the Deep - Deep Purple

Resenha - Rapture Of The Deep - Deep Purple




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Deep Purple"


Regis Tadeu: Deep Purple, os plágios do Black Sabbath e muito maisHeavy Lero 134: Whitesnake por Gastão e Clemente (vídeo)Entrevista: Martin Popoff, a máquina de escrever do rock/metal

Grandes covers: cinco versões para a clássica Smoke On The Water,Grandes covers
Cinco versões para a clássica "Smoke On The Water",

Europe: nome da banda surgiu com inspiração no Deep PurpleEurope
Nome da banda surgiu com inspiração no Deep Purple

Tommy Bolin: Os excessos estavam acabando com aquele caraTommy Bolin
Os excessos estavam acabando com aquele cara

Deep Purple: Coverdale e Blackmore discutiram possível reuniãoDeep Purple
Coverdale e Blackmore discutiram possível reunião

Deep Purple: As mais de cem bandas dos integrantesDeep Purple
As mais de cem bandas dos integrantes


Fotos de Infância: Cradle Of FilthFotos de Infância
Cradle Of Filth

Lars Ulrich: As mulheres da vida do bateristaLars Ulrich
As mulheres da vida do baterista

Gorgoroth: As orientações sexuais e políticas de GaahlGorgoroth
As orientações sexuais e políticas de Gaahl

Vanusa e Black Sabbath: a notável coincidência nos riffsVanusa e Black Sabbath
A notável coincidência nos riffs

Galeria de fotos: 13 motivos para gostar de Rock N RollGaleria de fotos
13 motivos para gostar de Rock N Roll

Heavy Metal: capas de clássicos desenhadas no PaintHeavy Metal
Capas de clássicos desenhadas no Paint

Rolling Stone: as 100 melhores músicas de guitarraRolling Stone
As 100 melhores músicas de guitarra


Sobre Rodrigo Simas

Designer, carioca e tricolor. Começou a ouvir música aos 11 anos, com Iron Maiden, Metallica e Rush. Tem como hobby quase profissional, a música. Além de produzir shows e eventos, trabalhou por 5 anos em loja especializada em Heavy Metal, e já escreveu para alguns sites e revistas de música. Hoje escuta de tudo um pouco, e cada vez mais descobre que existem apenas dois tipos de música: a boa e a ruim, independente do estilo. Bandas e artistas favoritos: Dave Matthews Band, Peter Gabriel, Rush, Iron Maiden, Led Zeppelin, Ben Harper, Radiohead, System of a Down... e a lista continua...

Mais informações sobre Rodrigo Simas

Mais matérias de Rodrigo Simas no Whiplash.Net.

adGooILQ