Resenha - Of Bards And Madmen - Lothloryen

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Maurício Gomes Angelo
Enviar Correções  

7


Vindos de Machado, em Minas Gerais, o Lothlöryen lança seu debut, "Of Bards And Madmen", repleto de dualidades. Se a produção sonora é apenas mediana, ficando pálida, sem brilho e inconstante, a gráfica é espetacular. Capa belíssima, fontes, cores e organização de elementos harmoniosa, contando ainda com as letras traduzidas no encarte.

O instrumental é bom, criando algumas estruturas eficientes e ótimos solos, mas os riffs são muito repetitivos e a música, num geral, fica excessivamente apegada a um padrão. Há pouca variação no play e a capacidade de nos surpreender é zero. E é por isso que "Another Tale" se destaca. Balada simples, com apenas dois vocais (um masculino e um feminino), saindo rapidamente do sombrio ao singelo num tom suave e agradável. Mas a fórmula já não funciona em "Someday".

publicidade

E, para fechar nossa dicotomia, o vocal. Leonaldo Oliveira, o principal, tem uma voz adequada para o estilo, mesclando bem a agressividade e a delicadeza. Todavia, os backing vocals, que aparecem insistentemente, e nas horas mais inadequadas possíveis, estragam tudo e deixam as coisas muito uniformes. Este é o motivo pelo qual "Ruins Of Fantasy" é a única que se salva totalmente entre "The Bards Alliance", "Moriality", "The Dark Flames" e "Elfic".

publicidade

Agora "There And Back Again" é o ponto certo não encontrado no restante do álbum. Um riff forte de início, refrão acertado e duelo vocal que chama a atenção entre Leonaldo Oliveira e Bruno Maia (Thuatha de Dannan). "Namarie" fecha comprovando que o Lothlöryen ainda tem muito que melhorar, sendo mais corajoso, saindo dos clichês, apostando no peso com maior ênfase e, principalmente, variando as linhas vocais e o instrumental. É preciso acabar também com o vazio das composições, aproveitando melhor as duas guitarras e usando, de fato, o baixo.

publicidade

Está na hora de sair da infantilidade e contratar alguém experiente para auxilia-los, corrigindo os erros bobos que se encontram em "Of Bards And Madmen".

Formação:
Leonaldo Oliveira (Vocal/Guitarra Base)
Wesley Soares (Guitarra)
Junior (Baixo)
Geovani Corsini (Bateria)
Denis Souza (Teclados)

Site Oficial: www.lothloryen.com.br




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Orgulho Nacional: as capas mais bonitas por artistas brasileirosOrgulho Nacional
As capas mais bonitas por artistas brasileiros

Metal Nacional: as 10 melhores músicas de 2015Metal Nacional
As 10 melhores músicas de 2015


Guns N Roses: Bon Jovi fez com Steven Tyler o que ele fez com AxlGuns N Roses
Bon Jovi fez com Steven Tyler o que ele fez com Axl

Raimundos: O verdadeiro motivo para a saída de Rodolfo da bandaRaimundos
O verdadeiro motivo para a saída de Rodolfo da banda


Sobre Maurício Gomes Angelo

Jornalista. Escreve sobre cultura pop (e não pop), política, economia, literatura e artigos em várias áreas desde 2003. Fundador da Revista Movin' Up (www.revistamovinup.com) e da revrbr (www.revrbr.com), agência de comunicação digital. Começou a escrever para o Whiplash! em 2004 e passou também pela revista Roadie Crew.

Mais matérias de Maurício Gomes Angelo no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin