Resenha - Chained - At Vance

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rafael Carnovale
Enviar Correções  

8


A saída de Oliver Hartman do At Vance, após a gravação do excelente "Only Human" foi um baque forte. Principalmente se considerarmos que "Only Human" era até então o melhor álbum já lançado pelo quarteto. Mas o mentor e líder Olaf Lenk (guitarras) não perdeu tempo e convidou para o posto ninguém menos que Mats Levén (Yngwie Malmsteen, Treat, Therion e outros), um outro grande cantor. "The Evil In You" foi lançado, e se mostrou um bom álbum, mas nitidamente Mats ainda se adaptava ao estilo da banda, o que carrega para este "Chained" muitas expectativas, já que a banda ganhou entrosamento neste período, e Mats agora é parte hiper-ativa do processo de composição. Para reforçar o time, Olaf chamou Mark Cross (Metallium, Helloween) para a bateria. Algo louvável, já que Mark foi um dos bateristas mais injustiçados dos últimos anos. Mal entrou no Helloween, ficou doente e não conseguiu permanecer na banda.

O CD traz um mixto de hard rock e heavy metal, com a guitarra de Olaf marcante e os vocais sempre competentes de Mats. "Rise From The Fall" é puramente metal melódico, enquanto que "Heaven" flerta explicitamente com o hard anos 80. Já "Tell Me" é um speed de respeito, aonde se destacam as batidas de Mark.

publicidade

É perceptível que, apesar da boa qualidade das canções, a banda ainda procura re-definir seu estilo, após tantas mudanças de formação. "Chained" é um hard pesadão a lá Whitesnake, "Now Or Never" é pesada como o Black Sabbath da era "Cross Porposes" (aliás, os riffs lembram muito "I Witness"), enquanto que "Two Hearts" e "Run Leave" são puros hard-rocks movidos por pulsantes guitarras e um baixo preciso. Esta fusão de hard e metal funciona muito bem no estilo da banda, e deve ser a direção adotada em próximos CD´s. Para fechar, nada como um speed agressivo como "Run For Your Life". E quem sente falta dos instrumentais clássicos, Mr. Lenk apresenta 3 neste CD: "Flight Of The Bumblebee", "Vivaldi Winter" e "Invention No 13" (de Bach), aonde ele deixa fluir todo seu lado "quero ser Malmsteen".

publicidade

Um bom CD, a banda está cada vez mais precisa, e achando seu novo estilo após tantos problemas. Vale a pena dar uma ouvida.

Site Oficial: http://www.atvance.com

Formação:
Mats Levén – Vocais
Olaf Lenk – Guitarras, Teclados
John Smith – Baixo
Mark Cross – Bateria

Material Cedido Por:
Rock Brigade Records/Laser Company
http://www.lasercompany.com.br
http://www.rockbrigade.com.br
São Paulo (SP)

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Guns N' Roses: álcool, drogas e intrigas nos primórdios da bandaGuns N' Roses
álcool, drogas e intrigas nos primórdios da banda

Sonho de Consumo: os 10 palcos de shows mais desejadosSonho de Consumo
Os 10 palcos de shows mais desejados


Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin