RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemO hit da Legião Urbana que traz crítica contra "Escolinha do Professor Raimundo"

imagemA banda que desbancava Roberto Carlos na época da Jovem Guarda, segundo Miguel Plopschi

imagemSe Kiko voltar, o Angra vai imitar o Iron Maiden e ter três guitarristas?

imagemDigão diz a Jão que não quer treta mas não tem sangue de barata

imagemO músico que desprezou a Rainha no Live Aid e jamais iria ao funeral da Rainha

imagemMais uma vez! Confira os 5 artistas que mais tocaram no Rock in Rio

imagemBanda cancela show porque perdeu laptops e Sebastian Bach alfineta; "Isso é uma piada?"

imagemJão, do Ratos de Porão, chama Digão para resolver as diferenças em um ringue

imagemO músico incrível que foi induzido três vezes ao Hall da Fama do Rock

imagemMegadeth: Chris Poland teve que trabalhar como garçom após ser demitido

imagemPrince "não sabia lidar com as pessoas", segundo seu antigo empresário

imagemMustaine revela os critérios avaliados na hora de escolher um integrante do Megadeth

imagemDave Mustaine cascava o bico das bandas de new metal que faziam turnês com o Megadeth

imagemHammerfall não queria que você soubesse sobre voz de King Diamond em novo disco

imagemA curiosa analogia de Kiko Loureiro sobre Uber e F1 para explicar importância da prática


NFL Steve Harris

Resenha - Rage of Discipline - Righteous Jams

Por Nelson Endebo
Em 06/06/05

Hardcore puro à Exploited da fase "Punk’s Not Dead". Dead Kennedys da época "Bedtime for Democracy". Cro-Mags. Murphy’s Law. Ouvir o disco de estréia da banda de Boston é fazer um exercício de memória de muito, muito bom gosto. Produzido por Dean Baltulonis, responsável por trabalhos da tríade sagrada do hardcore nova-iorquino, Agnostic Front, Madball e Sick Of It All, "Rage of Discipline" é um álbum perfeito para quem ouve e gosta de hardcore em sua forma original. As dez faixas se atropelam sem dó, despudoradamente, como que anunciando o mosh inevitável; fazem lembrar um ideal de união, uma cara tão contemporânea do antigo que é impossível passar incólume à audição. Todo o espírito do hardcore oitentista está aqui: "Invasion" avisa, em duas frases, que o Righteous Jams veio "pra ficar". O cd, inclusive, traz um tosquíssimo vídeo com a banda tocando ao vivo em um buraco sujo; este explica a verdadeira função do hardcore: não interessa dizer de onde veio, o que importa é dizer a que veio.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

A temática straight edge é abraçada com vigor e um certo distanciamento por parte do conjunto em relação ao processo de desvirtuamento pelo qual a postura vem passando. Em outras palavras, o Righteous Jams aponta o dedo para a própria cena sXe, e toma a bandeira. Pelo que consta, a gravadora Broken Sounds (propriedade de Chad Gilbert, do New Found Glory), em pareceria com a Kung Fu Records, está apostando violentamente no Righteous Jams. Numa época em que qualquer nota vira hardcore e o principal expoente se encontra em uma congregação de metaleiros chamada Hatebreed, ouvir um disco como "Rage of Discipline" é como ter o espírito purificado de todo pecado. Para quem aprendeu a andar de skate ouvindo Agent Orange, Suicidal Tendencies e Grinders, amar o Righteous Jams é questão indiscutida e indiscutível: é o óbvio ululante.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Guns N' Roses: a versão de Axl Rose sobre a separação

Metal: 16 músicas dos anos 80 para se escutar durante o treino


Sobre Nelson Endebo

Estudante de Comunicação Social na Puc-Rio, cheirou dúzias de carreiras de Música e hoje é completamente debilitado por causa disso. Tem um corte no córtex por causa do Mr. Bungle, mas acredita que isso seja legal. Doutrinado no bom e velho Metal (ainda chora ouvindo o grande Venom), aprendeu a ouvir Jazz e Samba na marra. É responsável pela coluna Nós do Noise e colabora com o site Bacana e a revista Valhalla. Sua máxima é: "quanto mais você sabe, mais você sabe que pouco sabe". Traduzindo, gosta de aprender e de ensinar. Espera poder somar algo à família Whiplash a partir de 3, 2, 1 segundo!

Mais matérias de Nelson Endebo.