Resenha - Forged By Fire - Firewind

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Clóvis Eduardo
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8


Em matéria de um bom power metal, a banda Firewind demonstra que se dá bem no assunto. Com este CD chamado "Forged by Fire", lançamento de 2005, são conferidas músicas alegres, dinâmicas e com um pé no metal tradicional. A banda é formada pelo vocalista Chitral "Chity" Somapala, o guitarrista Gus G., o baterista Stian Kristoffersen, o baixista Petros Christo e o tecladista Bob Katsionis.

Linkin Park: 20 coisas que você não sabe sobre a bandaHelter Skelter: a música que Charles Manson "roubou" dos Beatles

Neste terceiro trabalho, o Firewind releva muita qualidade na mixagem e masterização. O timbre da guitarra está muito bom de se ouvir, assim como a bateria. Tudo soa muito bem, acrescido de ótimas aparições do teclados ou corais de fundo em algumas músicas.

O vocal de "Chity" não poderia ser diferente para o gênero. O grau de interpretação nas músicas está valoroso. Ele pode ser comparado a poucos vocalistas do gênero, com incomum maestria. No geral, A banda Firewind soa nova e energética, assim como o gênero já indica. Semelhanças com Dream Evil são evidentes, ainda mais pela presença do excelente guitarrista Gus G, que deixou o grupo acima citado. Ele realmente sabe como fazer bons riffs, sempre com boa utilização de timbres e capacidade exacerbada nos solos. Este é um dos figuras mais conhecidos vindos da Grécia, e torna-se evidente a qualidade em todo o trabalho que ele coloca a mão.

Este é só um dos poucos CDs indispensáveis para os fãs de power metal feitos em 2005. Qualidade nas canções, com destaque para "Tyranny" (introdução empolgante), a mais cadenciada "Hate World Hero" e "Escape From Tomorrow", dentre todas as 11 faixas, contando com um bônus. Comparando ao trabalho antigo, Burning Earth, a criatividade musical em letras e ritmos não difere muito do que já é conhecido, mas vale a pena pela veracidade do que é o puro power metal.

Track-list:
1. Kill To Live
2. Beware The Beast
3. Tyranny
4. The Forgotten Memory
5. Hateworld Hero
6. Escape From Tomorrow
7. Feast Of The Savages
8. Burn In Hell
9. Perished In Flames
10. The Land Of Eternity


Outras resenhas de Forged By Fire - Firewind

Resenha - Forged By Fire - FirewindResenha - Forged By Fire - Firewind




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Firewind"


Gus G: ele não fazia solos longos até entrar na banda de OzzyGus G
Ele não fazia solos longos até entrar na banda de Ozzy

Gus G: sou mais fã do Black Sabbath do que de OzzyGus G
"sou mais fã do Black Sabbath do que de Ozzy"

Ozzy Osbourne: Gus G diz que ser substituído por Zakk foi um alívioOzzy Osbourne
Gus G diz que ser substituído por Zakk foi um "alívio"


Linkin Park: 20 coisas que você não sabe sobre a bandaLinkin Park
20 coisas que você não sabe sobre a banda

Helter Skelter: a música que Charles Manson roubou dos BeatlesHelter Skelter
A música que Charles Manson "roubou" dos Beatles

Kerrang: os melhores singles já lançadosKerrang
Os melhores singles já lançados

Vícios: As 10 melhores músicas sobre drogasVícios
As 10 melhores músicas sobre drogas

Rockstars: as esposas mais lindas do rock - 1ª parteRockstars
As esposas mais lindas do rock - 1ª parte

Metallica: tentamos ser acessíveis sempre, diz Lars UlrichMetallica
"tentamos ser acessíveis sempre", diz Lars Ulrich

Max Cavalera: Não dou a mínima para o que pensa o pessoal do Korn ou qualquer outro!Max Cavalera
"Não dou a mínima para o que pensa o pessoal do Korn ou qualquer outro!"


Sobre Clóvis Eduardo

Clóvis Eduardo Cuco é catarinense, jornalista e metaleiro.

Mais matérias de Clóvis Eduardo no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336