Resenha - Prisma - Juglans Regia

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Thiago Sarkis
Enviar Correções  


Demo? Impossível! Certamente a melhor produção que já ouvi num trabalho desse tipo. Tudo bem que o Juglans Regia já tem seus dez anos de história, mas realmente impressiona nas cinco músicas deste disco.

Com certeza na maioria das críticas você vai constatar os italianos sendo comparados com Dream Theater. Aliás, isso já virou feijão-com-arroz nas resenhas de figurões que só têm os norte-americanos como referência no progressivo. Pura falta de conhecimento.

publicidade

Pois aquilo que está faltando nos comentários, sobra ao grupo. Num país de cena progressiva tão rica, eles pegam o máximo das influências possíveis oriundas de sua terra natal. Finisterre seria em especial uma ótima citação, principalmente pelo excelente jazz propiciado pela guitarra de Antonello Collini.

Le Orme e bandas não-italianas como IQ, Arena, também fazem parte do alcance nestes mais de trinta minutos de um belo e climático rock progressivo, com algumas guitarras mais pesadas.

publicidade

Um álbum completo é o próximo passo a dar. Não há mais o que fazer... pelo menos como banda pequena e underground.

Site Oficial: http://www.juglansregia.com

Formação:
Alessandro Parigi (Vocais)
Antonello Collini (Guitarras)
Lapo Martini (Teclados)
Massimiliano Dionigi (Baixo)
David Carretti (Bateria)

Email: [email protected]




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Time Magazine: os 100 maiores álbuns de todos os temposTime Magazine
Os 100 maiores álbuns de todos os tempos

Queen: as 10 melhores músicas da banda segundo a UCRQueen
As 10 melhores músicas da banda segundo a UCR


Sobre Thiago Sarkis

Thiago Sarkis: Colaborador do Whiplash!, iniciou sua trajetória no Rock ainda novo, convivendo com a explosão da cena nacional. Partiu então para Van Halen, Metallica, Dire Straits, Megadeth. Começou a redigir no próprio Whiplash! e tornou-se, posteriormente, correspondente internacional das revistas RSJ (Índia - foto ao lado), Popular 1 (Espanha), Spark (República Tcheca), PainKiller (China), Rock Hard (Grécia), Rock Express (ex-Iugoslávia), entre outras. Teve seus textos veiculados em 35 países e, no Brasil, escreveu para Comando Rock, Disconnected, [] Zero, Roadie Crew, Valhalla.

Mais matérias de Thiago Sarkis no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin