Matérias Mais Lidas

imagemAs faixas do "Black Album" que James Hetfield e Lars Ulrich não curtem

imagemAs seis músicas do Metallica que Dave Mustaine ajudou a escrever

imagemAs 10 melhores versões metal de músicas pop dos anos 1980, em lista da Metal Hammer

imagemRaul Seixas: o clássico que presta homenagem ao brega e foi feito com Paulo Coelho

imagemQuando Derico, do Programa do Jô, descobriu que Ian Anderson tocava tudo errado

imagemRock in Rio: Pitty alfineta a produção do festival ao revelar qual seria sua exigência

imagemJanis Joplin: última gravação dela em vida foi feita para um Beatle

imagemAnitta é a maior roqueira que existe hoje no Brasil, diz integrante do Titãs

imagemJoão Gordo relembra proposta de fazer propaganda de calmante com Dado Dolabella

imagemSérgio Moro elege banda clássica de Rock como sua favorita

imagemA reação de Jimi Hendrix ao assistir King Crimson ao vivo

imagemAmy Lee escolhe a melhor música do Evanescence para apresentar a banda

imagemRage Against The Machine cancela turnê europeia por conta de contusão do vocalista

imagemEdu Falaschi comenta produção "nível banda europeia" da nova turnê e agradece fãs

imagemMax e Iggor Cavalera: setlists, fotos e vídeos de shows na Audio, em São Paulo


Stamp

Resenha - Time for a Change - Stigma

Por Rafael Carnovale
Em 10/10/03

Formado em 2000 em Belém (Pará), o quarteto Stigma edita sua primeira demo com o singelo objetivo de cativar o mundo. Pode parecer pretensioso, mas a banda até que se sai bem no seu primeiro trabalho, apresentando um rock que transita pelo grunge, alternativo, pop e hard. Um tanto quanto indefinido, porém com bastante potencial.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Músicas como "Standing By", "Why Again" mostram uma banda que investe no rock mais introspectivo, sem muito peso, tendendo para o pop, mas com elementos grunge, como os vocais dobrados que o Alice In Chains usou bastante em sua carreira. O melhor momento do demo-cd se encontra na balada "Over My Dreams", aonde a banda envereda com oito dedos no gótico com toques pop, se saindo muito bem. Já faixas como "Something in My Way" (que tem uma boa levada poppy-punk) e "Deceive" (que lembra muito o Pearl Jam) só reforçam que o Stigma atira em várias direções, acertando próximo a vários alvos. Mais paira um clima de indefinição no ar.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A banda é competente, com os vocais de Isabela Alves, que não comprometem, mas podem melhorar, principalmente nos tons mais altos. Já as guitarras de Ivan Jangoux, o baixo de Luiz Guilherme e a bateria de Emmanuel Jr. se mostram bem coesos. Talvez um pouco mais de definição quanto a um estilo possa ajudar e em muito a banda. Mas é um começo bem interessante.

Contatos:
http://www.stigmanet.kit.net
[email protected]

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Dream Theater 2022


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Mick Jagger: em cerimônia na escola do filho em São Paulo

Oh, não!: clássicos do Rock Heavy Metal e que foram "estragados" pelo tempo


Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale.