Matérias Mais Lidas

imagemAndreas Kisser pede doação de sangue para sua esposa Patricia

imagemCinco músicas que são covers, mas você certamente acha que são as versões originais

imagemRock in Rio 1991, Maracanã lotado, e o Guns N' Roses ameaçou não subir ao palco...

imagemOs únicos quatro assuntos das conversas nos EUA que enchiam saco de Fabio Lione

imagemCopa do Mundo do Rock: uma banda de cada país que vai disputar a Copa do Catar

imagemDave Mustaine diz que perdoa Ellefson, mas nunca mais fará música com o baixista

imagemTúnel do Tempo: 25 músicas que mostram por que 1991 é um ano tão celebrado

imagem"Ninguém imaginava que o Metallica seria maior que o Iron Maiden", diz Scott Ian

imagemO baterista que não tinha técnica alguma e é um dos favoritos do Regis Tadeu

imagemSupla explica por que fala sempre misturando português com inglês

imagemTúnel do Tempo: 25 músicas que mostram por que os headbangers idolatram 1986

imagemJohn Frusciante responde qual foi o motivo de seu retorno ao Red Hot Chili Peppers

imagemNoel Gallagher sobre sua preferida do Pink Floyd: "Adoraria conhecer Roger Waters"

imagemRaimundos: Digão acusa Instagram de censura após poucas curtidas em post

imagemAC/DC: Angus Young comenta a capa de "Highway to Hell" e a morte de Bon Scott


Stamp

Resenha - Whispers - Ignis Fatuus

Por Thiago Sarkis
Em 11/05/01

A banda finlandesa Ignis Fatuus mostra em seu quarto trabalho demo um progressivo consistente, com influências de metal melódico e extremo. O instrumental do grupo é a maior base progressiva que podemos identificar nas músicas. Apesar disso, ainda podemos observar algumas passagens de guitarra e teclado que nos remetem ao melódico, como fica claro na primeira faixa, "Like My Deeds".

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

As influências de conjuntos tradicionais/melódicos ficam mais evidentes com o vocalista Petri Kangas, que manda agudos espetaculares em todas as composições. No entanto, Kangas não se limita a isso, e impressiona com graves firmes e variações espantosas.

O trabalho de guitarras de Jarno Juntunen e Alexi Ranta é bom. Os riffs não são o ponto forte de ambos, mas nos solos, quando contam com o apoio do tecladista Antti Hänninen, eles se sobressaem. Ótima técnica - com destaque para os arpejos - e um senso melódico acima da média.

O baterista Ilka Harjula e o baixista Timo Mustonen também mostram ser profundos conhecedores de seus instrumentos. As levadas de Harjula são precisas e o baixo de Mustonen sempre apresenta linhas marcantes.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Os finlandeses pisaram na bola no uso de vocais mais agressivos, extremos. Definitivamente essa não é a praia do grupo. O que poderia soar original, acabou soando estranho e mal feito. Não deu certo e esse tipo de vocalização tem que ser excluída das composições. Petri Kangas não leva o mínimo jeito pra isso. Sua atuação nesse quesito é péssima.

Com uma produção melhor, mas muito melhor mesmo, e alterações nessas partes falhas, essa banda tem tudo para fazer sucesso e lançar trabalhos fenomenais. Os músicos são extraordinários e merecem um "feed-back" decente.

Site Oficial – http://www.ee.oulu.fi/~iharjula
E-mail – [email protected]

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Petri Kangas (Vocais)
Antti Hänninen (Teclados)
Alexi Ranta (Guitarra)
Timo Mustonen (Baixo Fretless)
Ilkka Harjula (Bateria & Vocais Adicionais)
Jarno Juntunen (Guitarra)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

In-Edit
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Axl Rose: "ele é um fracassado", diz mulher de Slash


Sobre Thiago Sarkis

Thiago Sarkis: Colaborador do Whiplash!, iniciou sua trajetória no Rock ainda novo, convivendo com a explosão da cena nacional. Partiu então para Van Halen, Metallica, Dire Straits, Megadeth. Começou a redigir no próprio Whiplash! e tornou-se, posteriormente, correspondente internacional das revistas RSJ (Índia - foto ao lado), Popular 1 (Espanha), Spark (República Tcheca), PainKiller (China), Rock Hard (Grécia), Rock Express (ex-Iugoslávia), entre outras. Teve seus textos veiculados em 35 países e, no Brasil, escreveu para Comando Rock, Disconnected, [] Zero, Roadie Crew, Valhalla.

Mais matérias de Thiago Sarkis.