Slipknot: Demissão de Joey Jordison foi a decisão mais difícil da carreira

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por João Paulo Andrade, Fonte: Blabbermouth
Enviar correções  |  Ver Acessos

Corey Taylor falou à edição de outubro de 2014 da revista inglesa Metal Hammer sobre a demissão de Joey Jordison do SLIPKNOT.

Metal: Mapa revela os países com mais bandas do estiloAndre Matos: "Fui praticamente coagido a ser vocal do Viper!"

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Eu não posso falar muito sobre isso porque estamos passando por todo o processo legal neste exato momento e acertando todos os pontos. Mas foi uma daquelas situações em que uma relação chega a uma encruzilhada e uma pessoa quer ir por um caminho e você quer ir por outro caminho. E por mais que você tente convencer o outro a ir pelo seu caminho, ou se convencer a ir pelo caminho do outro, você termina indo pelo caminho que agrada mais a você. Só posso falar disso de maneira generalista, com respeito a Joey. Mas para simplificar, foi uma das decisões mais difíceis que já tomamos."

"Estamos todos felizes agora, e esperamos que ele também esteja. Eu o conheço desde 1991, desde antes de entrarmos em bandas juntos, e ele é incrivelmente talentoso; ele apenas está em um ponto de sua vida agora que não é o mesmo onde estamos... falando de forma política."

Convidado a comentar sobre rumores de que Joey foi dispensado devido a problemas relacionados a drogas, Corey desconversa:

"Só posso falar isso [que já falei]. Para mim isso é sinal de amadurecimento, porque antes eu apenas falaria sobre quem eu acho que foi o malvado culpado pela situação, mas agora tenho que pensar em como explicar isso para os fãs. E esta é a parte mais complicada, porque qualquer explicação que seja dada não os deixará felizes. Eu tenho certeza que há fãs por ai com teorias próprias sobre isso."

De acordo com Corey, ele não tem mais uma relação com Jordison:

"Eu não falo com o Joey faz algum tempo, para ser sincero. Veja o quanto somos diferentes. Não é porque eu não o amo e não é que eu não sinta falta dele. E isso é doloroso; nós falamos dele o tempo todo, mas nós sentimos falta dele ou da antiga versão dele? Isso é o ponto principal. É uma grande pena."




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Slipknot"Todas as matérias sobre "Joey Jordison"


Corey Taylor: o Metallica foi desrespeitado no GrammyCorey Taylor
O Metallica foi desrespeitado no Grammy

Corey Taylor: Rick Rubin é superestimado, supervalorizadoCorey Taylor
"Rick Rubin é superestimado, supervalorizado"


Metal: Mapa revela os países com mais bandas do estiloMetal
Mapa revela os países com mais bandas do estilo

Andre Matos: Fui praticamente coagido a ser vocal do Viper!Andre Matos
"Fui praticamente coagido a ser vocal do Viper!"


Sobre João Paulo Andrade

Sempre quis viver de Rock e/ou Heavy Metal. Tentou tocar baixo mas era tremendamente incompetente no instrumento. Em 1996 criou o site Whiplash.Net e hoje vive do seu sonho. :-)

Mais matérias de João Paulo Andrade no Whiplash.Net.

adGoo336