Resenha - Hellion Newsletter Vol 3 - Vários

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Maurício Gomes Angelo
Enviar correções  |  Ver Acessos

publicidade


Uma coletânea, sempre tem aquela história de ter "altos e baixos", de ser uma "montanha russa", de desigualdade de produção entre as bandas, e todo aquele blá-blá-blá inevitável. Pois vamos pular essa parte chata e ir direto para onde interessa. Surpreendentemente isso não acontece na nova edição da "Hellion Collection", todas as bandas estão num nível de bom para excelente. E sendo a Hellion Records um dos selos e distribuidoras mais profícuas do nosso país, a idéia de apresentar várias bandas representadas por ela num único cd ao público é ótima e contribui para aumentar o interesse pelas mesmas. A seleção apresentada é espetacular, com boa mescla de estilos e bandas. Já começamos com o poderio power melódico do After Forever em "Sins Of Idealism" e desembocamos no empolgante hard/heavy do Hellfueled em "Let Me Out", onde o vocalista não procura em nenhum momento esconder seu respeito e admiração pelo mestre Ozzy Osbourne, tanto no estilo como no vocal, muito semelhante mas ainda sim com personalidade e interpretação própria, banda maravilhosa com um futuro vistoso pela frente. O Avec Tristesse nos brinda com um ótimo gothic metal em "A View Of The End" - linhas vigorosas de baixo e vocal sobressaindo-se numa consistência e diversidade assombrosa - aguça muito a curiosidade para o trabalho completo da banda. E apesar do título extremamente manjado de "In My Darkest Hour", o Sirenia de Morten Veland contribui com uma das melhores faixas da coletânea, soberba interposição de vozes e arranjos, climas obscuros e vigorosos evoluindo numa progressividade arrebatadora, gothic metal de qualidade irrepreensível e nos deixa babando para a chegada de "Sirenian Shores". O trio de "Ds" - Dimension Zero, Draconian e Dungeon - apresentam maior agressividade, mesclando as vertentes mais extremas do metal com muita competência e melodia. "You Won't Escape" retirada da ópera rock Genius vem para provar mais uma vez o exímio vocalista que o monstro Russel Allen (Symphony X) é, um dos 5 melhores da atualidade sem sobra de dúvidas.

Led Zeppelin: "Stairway To Heaven" vale mais de US$500 milhões?Trollagem: quando as bandas decidem zoar com o playback

Temos ainda o "prog pop" dos brasilienses do Khallice em "Vampire" - música com maior cara de hit dentre o seu debut - e o gostosíssimo e sadiamente saudosista hard/AOR do Seventh Key (banda de Billy Greer, baixista do Kansas) nos conquistando facilmente com "Run", oitentista até a alma com uma qualidade que impõe respeito, banquete para fãs de Whitesnake, Journey, Survivor e similares.
Em "Dying To Live" (outro título pouco criativo por sinal), Dario Mollo e Glenn Hughes nos presenteiam com uma composição incrivelmente pesada e completa, com direito a teclados, riffs acachapantes e solos virtuosos, além de uma interpretação primorosa do mestre Glenn (como se isso não fosse esperado). Dando fim as bandas brasileiras, vêm o polêmico Thalion - um dos maiores investimentos e apostas da Hellion nos últimos tempos - com a faixa "The Encounter", onde a controversa vocalista Alexandra Liambos, particularmente, posso considerar sua voz bonita e bem dosada, mas o nítido esforço de sua parte em tentar agradar demonstra sua insegurança e inexperiência, comprometendo a performance, divide os vocais com um dos vocalistas mais adorados da história, Michael Kiske. A faixa em si é uma agradabilíssima balada mas carece de originalidade e criatividade. Como bônus, ainda temos o bem produzido videoclipe de "A Touch Of Blessing" do Evergrey, maior expoente do prog metal atual e que dá aula de bom gosto e excelência aos nossos ouvidos, sendo Tom Englund um gênio no que faz. O resumo da obra é que temos uma ótima coletânea em mãos, que mostra muito do que de bom vem sendo feito no metal atual e apresenta sérios candidatos ao estrelato metálico dos próximos anos. Louvável iniciativa da Hellion, idéia simples e efetiva que fortalece ainda mais o cenário e que ela seja levada a cabo continuamente como vem sendo feito. Típico caso onde todos saem ganhando e satisfeitos: a gravadora por divulgar seu trabalho, as bandas por conquistarem mais visibilidade e angariarem novos fãs e o ouvinte por ter uma bacaníssima coletânea de músicas em mãos. Não poderia ser melhor.

Track-List:
01 - After Forever (Sins Of Idealism)
02 - Hellfueled (Let Me Out)
03 - Avec Tristesse (A View Of the End)
04 - Sirenia (In My Darkest Hour)
05 - Dimension Zero (Amygdala)
06 - Draconian (Silent Winter)
07 - Dungeon (Stormchaser)
08 - Genius (You Won't Escape)
09 - Khallice (Vampire)
10 - Martiria (Arthur)
11 - Seventh Key (Run)
12 - Voodoo Hill (Dying To Live)
13 - Space Odyssey (Requiem For A Dream)
14 - Storyteller (Seed Of Lies)
15 - Thalion (The Encounter)
16 - Evergrey (A Touch Of Blessing)

Site: http://www.hellionrecords.com

Material Cedido Por:
Hellion Records
Rua 24 de Maio, 62 - Lojas 280 / 282 / 308 - Centro.
São Paulo - SP - Brasil
Cep: 01041-900
Tel: (11) 5083-2727 / 5083-9797 / 5539-7415
Fax: (11) 5549-0083
Email: hellion@uol.com.br


Outras resenhas de Hellion Newsletter Vol 3 - Vários

Resenha - Hellion Newsletter Vol 3 - Vários




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs

Led Zeppelin: Stairway To Heaven vale mais de US$500 milhões?Led Zeppelin
"Stairway To Heaven" vale mais de US$500 milhões?

Trollagem: quando as bandas decidem zoar com o playbackTrollagem
Quando as bandas decidem zoar com o playback

Vitão Bonesso: A imensa coleção do apresentador do BackstageVitão Bonesso
A imensa coleção do apresentador do Backstage

Slayer: Raining Blood é brutal, mesmo com a bateria da BarbieSlayer
"Raining Blood" é brutal, mesmo com a bateria da Barbie

Bruce: Olhei para Di'Anno e pensei que deveria estar lá!Bruce
"Olhei para Di'Anno e pensei que deveria estar lá!"

Yes: os álbuns da banda, do pior para o melhorYes
Os álbuns da banda, do pior para o melhor

Journey: Steve Perry era um fenômeno humano, diz baixista do StyxJourney
"Steve Perry era um fenômeno humano", diz baixista do Styx


Sobre Maurício Gomes Angelo

Jornalista. Escreve sobre cultura pop (e não pop), política, economia, literatura e artigos em várias áreas desde 2003. Fundador da Revista Movin' Up (www.revistamovinup.com) e da revrbr (www.revrbr.com), agência de comunicação digital. Começou a escrever para o Whiplash! em 2004 e passou também pela revista Roadie Crew.

Mais matérias de Maurício Gomes Angelo no Whiplash.Net.