Resenha - Greatest Hits - Mr. Big

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Raphael Crespo
Enviar correções  |  Ver Acessos


Quando se fala em Mr.Big, as pessoas logo associam com as grudentas baladas To be with you e Wild world, esta última uma versão do Cat Stevens. A banda não ficou conhecida como devia, ou seja, como um dos maiores nomes que o hard rock já produziu. Para quem não conhece o verdadeiro Mr. Big e chegou a enjoar de tanto que viu as músicas melosas na MTV, uns anos atrás, este Greatest Hits é uma oportunidade imperdível.

Mr. Big: primeiro show no Brasil teve música em novela e polícia indo emboraSeguidores do Demônio: as 10 bandas mais perigosas do mundo

As baladas estão presentes, já que o CD é um ''Greatest Hits'' (maiores sucessos) e não um ''Best of'' (as melhores). Sem problemas. Nada que manche o empolgante hard rock praticado por Billy Sheehan (baixo), Pat Torpey (bateria), Paul Gilbert (guitarra) e Eric Martin (vocal).

A formação clássica do Mr. Big durou até o álbum Hey Man (1996). Este, no entanto, cedeu apenas uma faixa para a coletânea: Take cover. O álbum mais presente é Learn into it, que estourou com a balada To be with you. O destaque fica por conta de Alive and kickin'.

A faixa Strike like lightning, que fez parte da trilha sonora do obscuro filme Navy Seals (Comandos para vencer), de 1990, apesar de nunca ter entrado em nenhum álbum do Mr. Big, é, disparada, a melhor deste Greates Hits, que tem em Addicted to that rush, música do álbum de estréia, que leva o mesmo nome da banda, uma faixa de abertura eletrizante.

Da fase sem Paul Gilbert, quando Richie Kotzen (ex-Poison) assumiu a guitarra, foram selecionadas apenas quatro faixas: Dancin' with my devils, do álbum Get it over (2000), além de Superfantastic, Shine e Suffocation, de Actual Size (2001). Apesar da troca de guitarristas, o pique da banda foi mantido, já que ambos são reconhecidamente bons nas seis cordas.

É hard rock farofa, do tipo que os integrantes da banda posam em algumas fotos com os cabelos armados e uma leve maquiagem, mas é feito por músicos de primeira linha.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Mr Big"


Mr. Big: primeiro show no Brasil teve música em novela e polícia indo emboraMr. Big
Primeiro show no Brasil teve música em novela e polícia indo embora

Mr. Big: após morte de Pat Torpey, ainda não há planos para voltarMr. Big
Após morte de Pat Torpey, ainda não há planos para voltar

Sons of Apollo: novo álbum MMXX será lançado em janeiro de 2020; veja teaserSons of Apollo
Novo álbum MMXX será lançado em janeiro de 2020; veja teaser

Brian May: Mr. Big é uma banda de Rock de verdadeBrian May
"Mr. Big é uma banda de Rock de verdade"

Paul Gilbert: falando sobre sua perda auditivaPaul Gilbert
Falando sobre sua perda auditiva


Seguidores do Demônio: as 10 bandas mais perigosas do mundoSeguidores do Demônio
As 10 bandas mais perigosas do mundo

Runaways: Jackie Fox conta como foi estuprada por Kim FowleyRunaways
Jackie Fox conta como foi estuprada por Kim Fowley


Sobre Raphael Crespo

Raphael Crespo é jornalista, carioca, tem 25 anos, e sempre trabalhou na área esportiva, com passagens pelo jornal LANCE! e pelo LANCENET!. Atualmente, é editor de esportes do JB Online, mas seu gosto por heavy metal o levou a colaborar com a seção de musicalidade do site do Jornal do Brasil, com críticas de CDs e algumas matérias especiais, que também estão reunidas em seu blog (http://www.reviews.blogger.com.br). Sua preferência é pelo thrash metal oitentista, mas qualquer coisa em termos de som pesado é só levantar na área que ele mata no peito e chuta. Gosta também de outros tipos de som, como MPB, jazz e blues, mas só se atreve a escrever sobre o que conhece melhor: o metal.

Mais matérias de Raphael Crespo no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336