Resenha - Start Something - Lostprophets

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Raphael Crespo
Enviar correções  |  Ver Acessos


Também existe rock/metal alternativo no País de Gales. Fazendo um tipo de som tipicamente americano, os galeses do Lostprophets chegam a seu segundo disco - Start Something - já com um bom destaque na cena dos EUA e demonstra qualidades que algumas bandas do chamado new metal não têm.

Dave Mustaine: "há bandas cujo nome me ofende"Heavy Metal: os 10 melhores solos de guitarra de todos os tempos

A banda surgiu em 1997, formada por jovens que estavam cansados da cena alternativa britânica, contando com o ótimo vocalista Ian Watkins, além de Lee Gaze e Mike Lewis nas guitarras, Stuart Richardson no baixo, Mike Chaplin na bateria e Jamie Oliver, programação e vocal.

O Lostprophets faz um som muito parecido com os americanos do Incubus. Só isso já basta para a banda ser boa. Mas, e a originalidade, onde fica? A influência é clara não só de Incubus, mas de Faith no More também.

De qualquer forma, Start something é um disco bastante agradável de se ouvir e tem como defeito apenas o fato de ser uma banda diferente que não apresenta nada de novo. Músicas como a pesada faixa-título, além de To hell we ride e Last train home, junto com as mais melódicas, como Hello again, Last summer e We are Godzilla, you are Japan, ao menos, provam que o que falta em originalidade sobra em qualidade ao Lostprophets.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Lost Prophets"


Dave Mustaine: há bandas cujo nome me ofendeDave Mustaine
"há bandas cujo nome me ofende"

Heavy Metal: os 10 melhores solos de guitarra de todos os temposHeavy Metal
Os 10 melhores solos de guitarra de todos os tempos


Sobre Raphael Crespo

Raphael Crespo é jornalista, carioca, tem 25 anos, e sempre trabalhou na área esportiva, com passagens pelo jornal LANCE! e pelo LANCENET!. Atualmente, é editor de esportes do JB Online, mas seu gosto por heavy metal o levou a colaborar com a seção de musicalidade do site do Jornal do Brasil, com críticas de CDs e algumas matérias especiais, que também estão reunidas em seu blog (http://www.reviews.blogger.com.br). Sua preferência é pelo thrash metal oitentista, mas qualquer coisa em termos de som pesado é só levantar na área que ele mata no peito e chuta. Gosta também de outros tipos de som, como MPB, jazz e blues, mas só se atreve a escrever sobre o que conhece melhor: o metal.

Mais matérias de Raphael Crespo no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336