Resenha - Into The Now - Tesla

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Thiago Sarkis
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8


Nada mal para um retorno após dez anos. "Into The Now" não deixa dúvidas - a começar pelo título - de que o Tesla evoluiu, atualizou-se, trouxe novos elementos ao seu hard rock. Isso vai incomodar determinada parte dos fãs, mas há de se ter em mente a qualidade deste álbum e o investimento e garra nele inseridos.

Presença de Palco: dicas para iniciantesGuns N' Roses: funkeiro assassina clássico máximo da banda

Na terceira faixa me bateu um desânimo. "What A Shame" cortou o barato que "Into The Now" e "Look @ Me" haviam dado no começo do disco. Cheguei a pensar que eles estivessem numa trilha semelhante à do Def Leppard em "X". Quarentões soando como banda de adolescentes pós-modernos, quase boy band. "Heaven Nine Eleven" manteve o ouvido ressabiado. Contudo, na seqüência, "Words Can't Explain" e "Caught In A Dream" trouxeram o Tesla como é hoje, de som próximo aos padrões requeridos para rádios e TVs, mas de qualidade absurdamente maior.

As guitarras com Frank Hannon e Tommy Skeoch apresentam um som fantástico, apesar da carência de solos de guitarra. Rápidas, e com ótimas harmonias para Jeff Keith, o qual, de costume, realiza um trabalho acima da média nos vocais.

Riffs rasgados como em "Miles Away" e "Got No Glory" conseguem abafar certo excesso de músicas semi ou totalmente acústicas. Não que estas últimas sejam ruins, pelo contrário, "Come To Me", por exemplo, é muito boa. Contudo, vocais cheios de efeitos junto a violões e mesmo algumas guitarras, por vezes, irritam.

Quem espera do Tesla outro álbum como "Mechanical Resonance" ou "Bust A Nut" vai se decepcionar. Porém, quem perceber que o estilo destes discos clássicos pode sofrer alterações e seguir bem, vai curtir bastante.

Site Oficial - http://www.teslatheband.com

Jeff Keith (Vocais)
Frank Hannon (Guitarra)
Tommy Skeoch (Guitarra)
Brian Wheat (Baixo)
Troy Luccketta (Bateria)

Material cedido por:
Sanctuary Records - http://www.sanctuaryrecordsgroup.co.uk
Email: info@sanctuaryrecords.co.uk




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Tesla"


O tempo é implacável: a turma do rock/metal não sabe envelhecer?O tempo é implacável
A turma do rock/metal não sabe envelhecer?

Tesla: o Guns N' Roses teria roubado Patience?Tesla
O Guns N' Roses teria roubado Patience?


Presença de Palco: dicas para iniciantesPresença de Palco
Dicas para iniciantes

Guns N' Roses: funkeiro assassina clássico máximo da bandaGuns N' Roses
Funkeiro assassina clássico máximo da banda


Sobre Thiago Sarkis

Thiago Sarkis: Colaborador do Whiplash!, iniciou sua trajetória no Rock ainda novo, convivendo com a explosão da cena nacional. Partiu então para Van Halen, Metallica, Dire Straits, Megadeth. Começou a redigir no próprio Whiplash! e tornou-se, posteriormente, correspondente internacional das revistas RSJ (Índia - foto ao lado), Popular 1 (Espanha), Spark (República Tcheca), PainKiller (China), Rock Hard (Grécia), Rock Express (ex-Iugoslávia), entre outras. Teve seus textos veiculados em 35 países e, no Brasil, escreveu para Comando Rock, Disconnected, [] Zero, Roadie Crew, Valhalla.

Mais matérias de Thiago Sarkis no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336