Resenha - Marc Rizzo - Marc Rizzo

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Thiago Sarkis
Enviar Correções  

8


O ex-guitarrista do Ill Niño - atual Soulfly - traz a maior e melhor surpresa de 2004 até agora, seu álbum solo auto-intitulado. Um espetáculo de musicalidade, variedade, inteligência, e técnica numa boa produção.

publicidade

Marc Rizzo lança seu primeiro disco fora das perspectivas milionárias usuais dos trabalhos de suas bandas. O encarte e a capa são provas fiéis disto, totalmente caseiros. A Phlamencore Records, gravadora própria, também dá seu primeiro passo.

Bom, as diferenças não estão apenas em aspectos gráficos. Rizzo opta pelo flamenco aqui misturado ao peso ao qual está acostumado. "Colosal Myopia" já começa com guitarra distorcida, logo seguida por uma temática espanhola, e cordas de nylon, nas quais ele mostra todas as suas habilidades.

publicidade

Da segunda faixa até a décima ouvimos menos distorções e mais de um estilo latino, ainda assim muito pesado. Afora algumas passagens, como os minutos finais de "The Piñata Hits Back", nos quais Santana parece ter descido no cara. O mesmo acontece em "Llevame", porém num estilo mais pop, e de altíssima qualidade, com a participação da vocalista Steena.

publicidade

Há composições voltadas ao jazz como "Pantheistic Utopia", algumas de melodias marcantes, caso de "Remember The Future", "Polarity Vortex" e quebradeiras sempre que possível, como acontece em "Synapse" e "Chupacabra" (anda conversando muito com Max Cavalera, decerto).

Fantástico ser surpreendido assim por um músico que, até então, era um comum a meus ouvidos e agora está bem acima disso.

publicidade

Site Oficial – http://www.marcrizzo.com

Marc Rizzo (Guitarra – Violão)
Ben Wright (Baixo)
Roger Vasquez (Percussão)

Material cedido por:
Phlamencore Records
P.O. Box 202
Carlstadt, NJ 07072




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Metallica: a regressão técnica de Lars UlrichMetallica
A regressão técnica de Lars Ulrich

Megadeth: Mustaine abre o jogo sobre convite a Pepeu GomesMegadeth
Mustaine abre o jogo sobre convite a Pepeu Gomes


Sobre Thiago Sarkis

Thiago Sarkis: Colaborador do Whiplash!, iniciou sua trajetória no Rock ainda novo, convivendo com a explosão da cena nacional. Partiu então para Van Halen, Metallica, Dire Straits, Megadeth. Começou a redigir no próprio Whiplash! e tornou-se, posteriormente, correspondente internacional das revistas RSJ (Índia - foto ao lado), Popular 1 (Espanha), Spark (República Tcheca), PainKiller (China), Rock Hard (Grécia), Rock Express (ex-Iugoslávia), entre outras. Teve seus textos veiculados em 35 países e, no Brasil, escreveu para Comando Rock, Disconnected, [] Zero, Roadie Crew, Valhalla.

Mais matérias de Thiago Sarkis no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin