Resenha - A Crow Left Of The Murder - Incubus

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Thiago Augusto
Enviar correções  |  Ver Acessos


Após três anos de espera, os fãs de Incubus puseram as mãos em um novo trabalho de estúdio da banda.

Musas do Metal Nacional: combo de talento e sensualidadeGorgoroth: As orientações sexuais e políticas de Gaahl

Embora sejam pouco conhecidos no Brasil, o Incubus faz um sucesso relativo nos EUA, misturando diversos elementos (como funk e jazz, por exemplo) ao bom e velho rock and roll.

No começo da carreira, o Incubus tinha um estilo mais aproximado do Red Hot Chili Peppers no disco Blood Sugar Sex Magik, de 1991. Porém, a cada disco a banda foi adquirindo uma personalidade diferenciada (embora os primeiros álbuns sejam ótimos).

Alguns fãs torceram o nariz para Morning View (trabalho anterior ao novo lançamento), pois a banda apresentou uma considerável perda de peso e da 'pegada' dos outros álbuns. Mas "A Crow Left Of The Murder" é o perfeito equilíbrio da carreira da banda.

Vamos ao review faixa a faixa:

01. Megalomaniac (4:54) - Além de ser a faixa de abertura, é o primeiro single deste álbum. É uma boa música, apresenta um peso relativo e um ritmo bem cadenciado. A letra, altamente política, critica os governantes 'megalomaníacos' do mundo.

02. A Crow Left Of The Murder (3:30) - A faixa título apresenta uma levada bem original, com a bateria bem trabalhada. Os vocais de Brandon Boyd estão muito bem trabalhados.

03. Agoraphobia (3:52) - Faixa bem rock-pop, com uma letra bem original sobre agorafobia (medo de lugares abertos - contrário de claustrofobia). O refrão chama bem a atenção.

04. Talk Shows On Mute (3:49) - Segundo single deste trabalho. A música tem uma levada semelhante à anterior, mas talvez seja mais interessante. A letra, novamente original, foi inspirada no livro 1984.

05. Beware! Criminal (3:48) - Música bem equilibrada, misturando partes mais calmas com um refrão explosivo. Destaque para os vocais de Boyd e para a guitarra muito bem trabalhada de Mike.

06. Sick Sad Little World (6:23) - Talvez a melhor faixa do álbum. É quase uma intermediária entre o Incubus do disco S.C.I.E.N.C.E. (1997) e Make Yourself (1999). Apresenta a energia do primeiro e o cuidado do segundo. Destaque para o solo de guitarra de Mike.

07. Pistola (4:23) - Outra faixa que nos remete ao S.C.I.E.N.C.E.. Possui um ritmo mais acelerado, com bastante ênfase no DJ e nos vocais de Boyd. Um dos destaques do álbum.

08. Southern Girl (3:41) - Ótima balada, onde Boyd mostra sua habilidade para tratar de temas extremamente abordados de maneira original. A cadência dos acordes chama a atenção.

09. Priceless (4:07) - Faixa bem agitada, que mais uma vez parece ter saído do S.C.I.E.N.C.E.. Chama bem a atenção pela complexidade da estrutura e pelo refrão marcante.

10. Zee Deveel (3:52) - Totalmente original. O ritmo lembra um pouco às velhas músicas circenses, mas sem perder a personalidade. Chama a atenção.

11. Made For TV Movie (3:38) - Uma quase balada que apresenta, mais uma vez, um refrão bem marcante. Os backing vocals são bem trabalhados aqui, além do impecável vocal de Boyd.

12. Smile Lines (3:59) - Música bem agitada, com pausas bem interessantes, que destacam ainda mais o vocal. Destaque também para o novo baixista, Ben Kenney.

13. Here In My Room (4:20) - Balada pseudo-romântica. O piano nesta música dá um clima bem diferente do habitual das músicas do Incubus. A letra fala sobre sexo casual com uma incrível originalidade.

14. Leech (4:19) - A faixa que encerra o álbum é um rock de extrema qualidade, com um ritmo muito bem trabalhado, além do refrão marcante.

Enfim, este álbum é um prato cheio para fãs de música em geral. Recomendadíssimo.

Incubus:
Brandon Boyd - Vocal
Mike Einziger - Guitarra
Ben Kenney - Baixo
Chris Kilmore - DJ
Joe Pasillias - Bateria


Outras resenhas de A Crow Left Of The Murder - Incubus

Resenha - A Crow Left Of The Murder - Incubus




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Incubus"


Nu Metal: dez discos essenciais do gêneroNu Metal
Dez discos essenciais do gênero

Bobbie Brown: estrela descreve Paul Stanley como bizarroBobbie Brown
Estrela descreve Paul Stanley como "bizarro"


Musas do Metal Nacional: combo de talento e sensualidadeMusas do Metal Nacional
Combo de talento e sensualidade

Gorgoroth: As orientações sexuais e políticas de GaahlGorgoroth
As orientações sexuais e políticas de Gaahl


Sobre Thiago Augusto

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

adClio336|adClio336