Resenha - Tempo Of The Damned - Exodus

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Bruno Guilherme Marra de Aquino
Enviar Correções  


Headbangers, exultai-vos! O Thrash Metal clássico, estilo tido por muitos como morto, acaba de dar fortes e explosivos sinais de vida! O Exodus nos brinda, depois de vários anos, com mais um petardo destruidor que vem honrar ainda mais o nome da hoje, legendária Bay Area, de onde surgiram nomes seminais do Thrash Metal como Testament, Metallica e muitos outros.

publicidade

O impacto que esse álbum causa no incauto ouvinte é semelhante ao de um direto no queixo! Meu amigo, é uma porrada atrás da outra, não tem descanso. Tudo foi feito com esmero: guitarras disparando um rifferama mortal, veloz, bem trampado e desgracento; baixo e bateria pesados e competentíssimos; o vocal de Steve Zetro Souza está maravilhosamente mais agressivo do que em trabalhos anteriores. Um trabalho perfeito, para saciar o desejo do fãs que se viram órfãos do Exodus durante esses últimos anos.

publicidade

Mesmo com o ano ainda começando, posso dizer, sem medo, que este álbum será um dos melhores lançamentos de 2004. "Bang that head that doesn´t bang!".

Nota: 10


Outras resenhas de Tempo Of The Damned - Exodus

Exodus: Em 2004, um recomeço na base da fúria e do peso

Resenha - Tempo Of The Damned - Exodus

Resenha - Tempo Of The Damned - Exodus

Resenha - Tempo Of The Damned - Exodus


WhiFin WhiFin