Matérias Mais Lidas

imagemRegis Tadeu e os cinco grandes vocalistas que o mundo do Rock não dá valor

imagemA música do Metallica que James não queria apresentar aos outros integrantes

imagemFãs detonam produção do Knotfest após anúncio do Pantera

imagemO carinhoso jeito de Axl Rose se desculpar com sua equipe pelo seu jeito imprevisível

imagemA melhor música de heavy metal lançada a cada ano desde 1970, em lista do Loudwire

imagemAngra e Shaman, Edu Falaschi fala sobre a treta que havia entre as bandas

imagemDez músicas de outros estilos que ganharam ótimas versões rock/metal - Parte I

imagemAmy Lee surpreende ao escolher os melhores cantores (e cantoras) de todos os tempos

imagemOzzy Osbourne revela que Lemmy Kilmister era um leitor voraz

imagemFrank Zappa surpreende ao eleger seus dez álbuns favoritos

imagemA música do Raul Seixas com erro gramatical que parece um plágio mas é uma homenagem

imagemJô Soares comprou uma obra de arte do Rock por causa do Regis Tadeu

imagemFilme que conta a história de Dio será exibido nos cinemas em setembro

imagemPor que som do Angra não era novidade em 1993, segundo Alex Holzwarth

imagemLed Zeppelin: O motivo pelo qual Jimmy Page não gosta de "All My Love"


2022/07/09
2022/08/18

Resenha - Covenant Progress - Crimson Moonlight

Por Maurício Gomes Angelo
Em 03/01/04

Nota: 9

Não vou entrar em questões religiosas e ficar discutindo as origens, conceitos e definições de black metal. Prefiro tomá-lo como um estilo dentro do metal, da mesma forma que o death, o thrash e o melódico, por exemplo. Os fanáticos podem ficar se digladiando em fóruns de discussão internet afora, mas que o black metal tem uma estrutura musical definida é fato, e dessa forma está aberto a qualquer um que queira fazê-lo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Pois bem, esqueça o satanismo, o Crimson Moonlight é uma banda sueca (pasmen!) que pratica black metal, e que troca as letras satânicas por mensagens cristãs. Mas não espere clichês imortais deste tipo de composição. O que temos aqui são mensagens muito claras, reflexivas e profundas. Até quem não simpatiza muito com a idéia pode encontrar coisas muito interessantes se procurar com atenção.

Depois da repercussão de seu MCD "Eternal Emperor", o grupo volta agora com seu primeiro álbum cheio, este The Covenant Progress..., podemos ver que o pacto com Deus continua, mas em outra direção. Deixaram a atmosfera sinfônica um pouco de lado, o que particularmente considero muito bem vindo, visto que se aproxima mais do black metal raiz, mais cru, rápido e violento.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Bateria ultra veloz e trabalhada como de costume, a cargo de Gustave Elowson, sua precisão e pegada chamam a atenção durante todo o álbum, diferenciando (e muito!) a banda. Simon "Pilgrim" Rosen realmente arrasa nos vocais, rasgado e urrado na dose certa, sem soar "esganiçado" demais, um dos melhores vocalistas de black que já ouvi.

Felizmente a banda não deixa a velocidade e brutalidade requisitadas serem repetitivas e maçantes, e corrigem isso com muita técnica, guitarras, baixo e baterias bem trabalhados e quebrados, somados a pitadas de estilos como o thrash, prog, death e o heavy tradicional, responsabilidade essa de Peter Stenmarker (guitarra), Per Sundberg (guitarra), o já citado baterista Gustave Elowson e o baixista Hubertus Liljegren (irmão do vocalista do Narnia, Christian Rivel, o que explica o lançamento pela Rivel Records, gravadora deste).

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Também é notável que a sinfonia não sumiu por completo, mas apresenta-se muito mais tímida, com exceção da última faixa – "The Covenant" é um longo tema instrumental, de uma beleza clássica e variações impressionantes, sombrio e emocional sem soar exagerado – de resto os elementos sinfônicos são pequenas passagens sempre sobrepostos pelo instrumental furioso e pela interpretação magistral de Simon. O massacre de "Eternal Emperor" e "A Thorn In My Heart" já fazem valer cada centavo gasto na aquisição.

A gravação feita por Tomas Johansson e Carl Johan Grimmark (guitarrista do Narnia), está perfeita, irrepreensível, deixando todos os instrumentos bem nítidos, densidade mantida, e exalando feeling e harmonia.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Para não me alongar mais, posso dizer tranqüilamente que este é um dos melhores álbuns de black metal do ano, e que não sofre de modismos e cirquinhos montados por aí. É feito por caras absolutamente competentes e seguros, que dosam perfeitamente técnica, pegada, velocidade, influências, rispidez, sinfonia e brutalidade. Se você gosta mesmo do estilo, compre-o sem medo.

Banda desconhecida no Brasil, mas em plenas condições de alcançar o reconhecimento internacional. Só espero que o preconceito e a mente fechada de alguns não impeça que isto aconteça.

Formação:
Simon "Pilgrim" Rosen (vocal)
Peter Stenmarker (guitarra, vocais)
Per Sundberg (guitarra)
Hubertus Liljegren (baixo, vocais)
Gustave Elowson (bateria)

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Site Oficial: www.crimsonmoonlight.com

Track-List:
01 – Mist of The Spiritual Dimension
02 – The Pilgrimage
03 – Path of Pain
04 – Thy Wilderness
05 – Eternal Emperor
06 – A Painting In Dark
07 – Eyes of Beauty
08 – A Thorn In My Heart
09 – The Covenant

Tempo Total: 50:08 min.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Black Metal Cristão: site elege 7 bandas que todos tem que ouvir

Metallica: a letra que fez Hammett e Hetfield chorarem

Slash: por que ele usa óculos escuros o tempo todo?


Sobre Maurício Gomes Angelo

Jornalista. Escreve sobre cultura pop (e não pop), política, economia, literatura e artigos em várias áreas desde 2003. Fundador da Revista Movin' Up (www.revistamovinup.com) e da revrbr (www.revrbr.com), agência de comunicação digital. Começou a escrever para o Whiplash! em 2004 e passou também pela revista Roadie Crew.

Mais matérias de Maurício Gomes Angelo.