Matérias Mais Lidas

imagemA bizarra exigência de Ace Frehley para participar da última turnê do Kiss

imagemMax Cavalera diz quais foram os dois discos mais difíceis que já gravou

imagemO álbum do The Who que Roger Daltrey achou "uma m*rda completa

imagemMax Cavalera revela como "selou a paz" com Tom Araya, vocalista do Slayer

imagemVital, o ex-Paralamas que virou nome de música e depois foi pro Heavy Metal

imagemEngenheiros do Hawaii e as tretas com Titãs, Lulu Santos, Lobão e outros

imagemLobão explica porquê todo sertanejo gostaria, no fundo, de ser roqueiro

imagemPink Floyd: Suas 10 músicas mais subvalorizadas, segundo a What Culture

imagemAndreas Kisser conta quais os dez álbuns que mudaram a sua vida

imagemO grave problema do refrão de "Eagle Fly Free", segundo Fabio Lione

imagemGregório Duvivier: "Perto de Chico Buarque, Bob Dylan é uma espécie de Renato Russo!"

imagem"Stranger Things" traz cena com "Master of Puppets", do Metallica

imagemPink Floyd: Gilmour nega alegação de Waters sobre "A Momentary Lapse of Reason"

imagemRegis Tadeu explica porque Ximbinha é um dos melhores guitarristas do Brasil

imagemAC/DC: Angus Young conta como é para ele o antes, o durante e o depois de um show


Stamp

Resenha - Legend of the Forgotten Reign - Kaledon

Por Paulo Finatto Jr.
Em 02/01/04

Nota: 5

Uma parceria entre a Northwind Records e a Megahard Records trouxe ao Brasil mais uma banda de metal melódico, desta vez a nova Kaledon, com o seu primeiro disco da história "Legend of the Forgotten Reign" – intitulado "Chapter I: The Destruction". Como dá para notar, se trata de um disco conceitual, mas no fundo isto acaba pouco importando pelo trabalho mediano (no quesito músicas) da banda.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Cláudio Conti (vocal), Alex Mele e Tommy Nemesio (guitarras), Paolo Lezziroli (baixo), Daniele Fuligni (teclado) e David Folchitto (bateria) aparecem com um metal melódico muito influenciado pelo Gamma Ray e Helloween de início de carreira, tanto que Cláudio Conti parece uma cópia do vocal de Kai Hansen. Está certo que até o que a banda faz quanto as suas composições é algo interessante, mas infelizmente eu não posso dar muitas considerações a uma banda mais preocupada em copiar do que trabalhar de maneira original. E o pior: a banda possui músicos talentosos para começar a elaborar composições mais do que próprias e criativas, e não ficar só investindo tanto nesta cópia descarada de um Gamma Ray menos feliz e um pouco mais pesado e épico.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Mesmo assim, o disco acabou levando uma nota satisfatória por uma execução perfeita de suas músicas, independente do que elas podem ser e do quão parecido elas podem soar com qualquer grande nome do metal melódico. Nesta linha está "In Search of Kaledon" (com bons toques progressivos e riffs pesados), "Thunder in the Sky" (em uma minha mais speed/melódica), "Spirit of the Dragon" (ouvir esta e não pensar em Rhapsody é impossível), assim como "God Says Yes" e "Desert Land of Warriors".

Uma boa banda obviamente o Kaledon é, porém se o sexteto italiano não largar de vez está idéia de ser apenas "mais uma banda igual às outras" não irá conseguir a sua projeção a nível mundial. O que falta é só isto mesmo, uma menta mais aberta para as composições, já que os músicos são de mão cheia, sem exceção. Quem sabe, a parte "dois" deste "Legend of the Forgotten Reign" não vem mais interessante...

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Site oficial: http://digilander.iol.it/kaledon

Line-up:
Cláudio Conti (vocal);
Alex Mele (guitarra);
Tommy Nemesio (guitarra);
Paolo Lezziroli (baixo);
Daniele Fuligni (teclado);
David Folchitto (bateria).

Track-list:
01. The Calling (intro)
02. In Search of Kaledon
03. Army of the Undead King
04. Thunder in the Sky
05. Streets of the Kingdom
06. Spirit of the Dragon
07. Hero of the Land
08. God Says Eyes
09. Deep Forest
10. Desert Land of Warriors
11. The Jackal’s Fall

Material cedido por:
Megahard Records
Caixa Postal 41698, São Paulo/SP, Cep:05422-970
Site: www.megahard.com.br, e-mail: [email protected]
Fax: (11) 3224.8297. Telefone: (11) 3224.0709.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Airbourne 2022
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Sobre Paulo Finatto Jr.

Reside em Porto Alegre (RS). Nascido em 1985. Depois de três anos cursando Engenharia Química, seguiu a sua verdadeira vocação, e atualmente é aluno do curso de Jornalismo. Colorado de coração, curte heavy metal desde seus onze anos e colabora com o Whiplash! desde 2000, quando tinha apenas quinze anos. Fanático por bandas como Iron Maiden, Helloween e Nightwish, hoje tem uma visão mais eclética do mundo do rock. Foi o responsável pelo extinto site de metal brasileiro, o Brazil Metal Law, e já colaborou algumas vezes com a revista Rock Brigade.

Mais informações sobre

Mais matérias de Paulo Finatto Jr..