Resenha - 4 Way Street - CSN&Y

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Raul Branco
Enviar correções  |  Ver Acessos


Pouco tempo depois que o Crosby, Stills Nash & Young acabou, em 1971, devido às desavenças entre Stephen Stills e Neil Young, era lançado o álbum duplo 4 Way Street: uma única rua de quatro mãos... e que mãos! Nele encontramos a prova que o mais harmonioso grupo da história do rock era melhor ao vivo que em estúdio, por apresentar nos shows o trabalho de seus componentes individualmente e em conjunto.

Plágio ou coincidência: trechos semelhantes no rock/metalUruca: Os 9 mais azarados da história do Rock

Acompanhados com eficiência pelo baixista Calvin 'Fuzzy' Samuels e pelo baterista Johnny Barbata, o CSN&Y dividiu os quatro lados em duas partes (acústico e elétrico), fugindo do esperado pelo fãs: um lado para cada um (como o ELP faria anos depois em Works 1). Todas as suas características estão lá, com erros e brincadeiras, como só acontece quando se está tocando por prazer e com vontade.

O disco acústico começa com os últimos acordes de "Suite: Judy Blue Eyes", de Stills (música que aparece na íntegra no filme "Woodstock") e é seguida por "On The Way Home", de Young - aquela mesma que Renato Russo gravou. Temos depois a belíssima "Teach Your Children", presença obrigatória nos setlists do CS&N até hoje, "Triad" e "The Lee Shore" (ambas de Crosby ), "Chicago" e "Right Between The Eyes" (Nash), "Cowgirl In The Sand" e "Don't Let It Bring You Down" (Young), "49 Bye-byes/America's Children" e "Love The One You're With"(Stills).

Para a edição do CD foram incluídas mais 4 músicas no primeiro CD: "King Midas in Reverse" (Graham Nash), "Laughing" (David Crosby), "Black Queen" (Stephen Stills) e o meddley arrasa-quarteirão "The Loner/Cinnamon Girl/Down By The River" (Neil Young).

O disco elétrico traz menos músicas, com Nash abrindo caminho com "Pre-Road Downs" para "Long Time Gone" (Crosby), uma longa - mais de treze minutos - versão de "Southern Man" (Young), a violenta canção de protesto contra a morte de quatro universitários, intitulada "Ohio" (Young) e "Carry On" (Stills). O disco fecha com a suavidade e melancolia de uma faixa acústica, "Find The Cost of Freedom" e um "Boa Noite" sussurrado, que faz com que o ouvinte realmente se sinta lá, participando do show.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Crosby Stills Nash And Young"


Plágio ou coincidência: trechos semelhantes no rock/metalPlágio ou coincidência
Trechos semelhantes no rock/metal

Uruca: Os 9 mais azarados da história do RockUruca
Os 9 mais azarados da história do Rock


Sobre Raul Branco

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Mais matérias de Raul Branco no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336