Matérias Mais Lidas

imagemRegis Tadeu e os cinco grandes vocalistas que o mundo do Rock não dá valor

imagemJô Soares comprou uma obra de arte do Rock por causa do Regis Tadeu

imagemA música do Metallica que James não queria apresentar aos outros integrantes

imagemFãs detonam produção do Knotfest após anúncio do Pantera

imagemA melhor música de heavy metal lançada a cada ano desde 1970, em lista do Loudwire

imagemO carinhoso jeito de Axl Rose se desculpar com sua equipe pelo seu jeito imprevisível

imagemDez músicas de outros estilos que ganharam ótimas versões rock/metal - Parte I

imagemAngra e Shaman, Edu Falaschi fala sobre a treta que havia entre as bandas

imagemAmy Lee surpreende ao escolher os melhores cantores (e cantoras) de todos os tempos

imagemDee Snider diz que faliu na década de 1990 e fingia ser outra pessoa

imagemFilme que conta a história de Dio será exibido nos cinemas em setembro

imagemDiretora de escola censurada por pais por foto com camisa do Iron Maiden se arrepende

imagemA música do Raul Seixas com erro gramatical que parece um plágio mas é uma homenagem

imagemPor que som do Angra não era novidade em 1993, segundo Alex Holzwarth

imagemFrank Zappa surpreende ao eleger seus dez álbuns favoritos


2022/07/09
2022/08/18

Resenha - 4 Way Street - CSN&Y

Por Raul Branco
Em 03/03/00

Pouco tempo depois que o Crosby, Stills Nash & Young acabou, em 1971, devido às desavenças entre Stephen Stills e Neil Young, era lançado o álbum duplo 4 Way Street: uma única rua de quatro mãos... e que mãos! Nele encontramos a prova que o mais harmonioso grupo da história do rock era melhor ao vivo que em estúdio, por apresentar nos shows o trabalho de seus componentes individualmente e em conjunto.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Acompanhados com eficiência pelo baixista Calvin ‘Fuzzy’ Samuels e pelo baterista Johnny Barbata, o CSN&Y dividiu os quatro lados em duas partes (acústico e elétrico), fugindo do esperado pelo fãs: um lado para cada um (como o ELP faria anos depois em Works 1). Todas as suas características estão lá, com erros e brincadeiras, como só acontece quando se está tocando por prazer e com vontade.

O disco acústico começa com os últimos acordes de "Suite: Judy Blue Eyes", de Stills (música que aparece na íntegra no filme "Woodstock") e é seguida por "On The Way Home", de Young – aquela mesma que Renato Russo gravou. Temos depois a belíssima "Teach Your Children", presença obrigatória nos setlists do CS&N até hoje, "Triad" e "The Lee Shore" (ambas de Crosby ), "Chicago" e "Right Between The Eyes" (Nash), "Cowgirl In The Sand" e "Don’t Let It Bring You Down" (Young), "49 Bye-byes/America’s Children" e "Love The One You’re With"(Stills).

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Para a edição do CD foram incluídas mais 4 músicas no primeiro CD: "King Midas in Reverse" (Graham Nash), "Laughing" (David Crosby), "Black Queen" (Stephen Stills) e o meddley arrasa-quarteirão "The Loner/Cinnamon Girl/Down By The River" (Neil Young).

O disco elétrico traz menos músicas, com Nash abrindo caminho com "Pre-Road Downs" para "Long Time Gone" (Crosby), uma longa - mais de treze minutos - versão de "Southern Man" (Young), a violenta canção de protesto contra a morte de quatro universitários, intitulada "Ohio" (Young) e "Carry On" (Stills). O disco fecha com a suavidade e melancolia de uma faixa acústica, "Find The Cost of Freedom" e um "Boa Noite" sussurrado, que faz com que o ouvinte realmente se sinta lá, participando do show.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Kiss: como foi demitir Eric Carr em seu leito de morte

O Whiplash.Net protege algumas bandas e prejudica outras?


Sobre Raul Branco

Colaborador sem descrição cadastrada.

Mais matérias de Raul Branco.