Resenha - Ethereal Dreams - Heaven Falls

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rafael Carnovale
Enviar Correções  

8


Os cariocas do Heaven Falls deram seu primeiro passo em 1999, com a proposta de um som heavy influenciado pela cena oitentista e por bandas mais recentes como o Blind Guardian. Mas só em 2000 a formação se estabilizou e começaram a despontar no cenário carioca (que ao contrário do que muitos dizem existe e está bem vivo). Em 2002 lançam seu primeiro cd, "The Ethereal Dreams". A princípio pensei estar diante de mais uma banda de Gothic-Metal, já que toda a arte da capa e o fato de terem uma vocalista já apontam para tal (um estereótipo que acabou sendo gerado com o "boom" de bandas como Nightwish, Theatre of Tragedy e Lacuna Coil). Mas como nunca se julga um cd pela capa, a surpresa foi impressionante.

Separados no nascimento: Alice Cooper e Emerson Fittipaldi

Ozzy Osbourne: Fim do Guns foi a maior tragédia do rock

Os caras curtem heavy tradicional. Após uma abertura com "At the Gates", uma boa intro, segue-se um power oitentista furioso em "Castles of Illusion" e uma quase speed em "Suffering Symphony". Podemos notar que a banda é nitidamente influenciada pelo heavy de Iron Maiden e Helloween, e que a vocalista Sabrina Carrión não se encaixa no tipo de cantora lírica, optando por uma postura mais agressiva no vocal, lembrando muito as divas Doro Pesch e Lita Ford.

O cd todo remete ao power/speed oitentista, como na veloz "Dammned Queen" e na mais cadenciada "Inside My Mind" (uma das melhores por sinal). Mas o grupo também dá umas flertadas de leve com o prog-metal, como podemos ouvir principalmente no bom uso de teclados. Faixas como "Temple of Lies" e "Inner Prision" são verdadeiras porradas heavy, agressivas e bem colocadas. Já o lado mais prog fica quase que direto na faixa final "... And the Heaven Falls" que mistura o lado mais elaborado do prog com elementos de metal épico, se saindo muito bem. O uso de um vocal masculino, que também acontece na faixa "Castles of Illusion" dá um excelente resultado.

A banda é competente. Sabrina é uma boa vocalista, que ainda pode evoluir muito mais, principalmente nos tons mais graves, mas dá conta do recado com maestria e o cd é altamente recomendável para quem deseja ouvir uma boa banda heavy nacional. Boa estréia!

Site oficial: http://www.heavenfalls.net

Line Up:
Sabrina Carrión – Vocais
Victor Montalvão – Guitarras
Davis Vasconcelos – Guitarras
Daniel "Fera" White – Baixo
Fábio Rogers – Bateria

Lançado em 2002 pela Hellion Records.




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Separados no nascimento: Alice Cooper e Emerson FittipaldiSeparados no nascimento
Alice Cooper e Emerson Fittipaldi

Ozzy Osbourne: Fim do Guns foi a maior tragédia do rockOzzy Osbourne
Fim do Guns foi a maior tragédia do rock


Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin