Resenha - Virtual Empire - Crystal Ball

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Alexandre Freitas de Avelar
Enviar Correções  


Realmente é difícil entender porque quase toda a imprensa especializada brasileira está classificando esta banda como sendo de metal melódico. Será porque o estilo ainda vende bem por aqui? Será que ninguém teve a curiosidade de ler algum review europeu, para perceber o óbvio, ou seja, que temos aqui um legítimo representante do hard rock oitentista, com referências evidentes ao som de bandas como Def Leppard, Bon Jovi, Europe, Bonfire, Dokken, entre outras?

Tudo bem, aqui e ali você ouve uma bateria acelerada de dois bumbos tipo Helloween, uma guitarra mais trabalhada, e algumas melodias que lembram, muito moderadamente, Malmsteen e Stratovarius. Mas são apenas detalhes, porque o som, de uma forma geral, é claramente hard rock, com alguns momentos beirando a farofa, inclusive com aquela inevitável baladinha chata para tocar nas FMs, o que não quer dizer que a banda seja ruim, muito pelo contrário!

publicidade

O vocal lembra o White Lion (alguém ainda se lembra dessa banda?), os teclados são uma referência explícita ao Deep Purple do disco "House Of Blue Light", de 1987 (assim como a cor do logotipo da banda), mas tudo é muitíssimo bem produzido, inclusive a parte gráfica, que ficou caprichada. É claro que não se pode esperar um festival de originalidade de uma banda vinda da Suíça, país de pouca tradição rockeira, mas a gravadora Nuclear Blast acertou na mosca em apoiar o Crystal Ball, principalmente porque a moda do death melódico (carro chefe da gravadora) vai acabar passando, e é preciso diversificar, porque o som da nova década já está surgindo, e não vai ficar limitado a uns poucos estilos que, mais cedo ou mais tarde, vão acabar se esgotando.

publicidade

Se você não aguenta mais o Bon Jovi e o Def Leppard fazendo CDs recheados de baladas (com um rockinho aqui e ali para enganar), e o Deep Purple no fundo do poço como está, está na hora de buscar alternativas, e aqui talvez esteja a melhor delas.




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Opinião: Headbangers não praticantes: radicalismo no MetalOpinião
Headbangers não praticantes: radicalismo no Metal

Metal: 101 motivos para perceber que você ouve há muito tempoMetal
101 motivos para perceber que você ouve há muito tempo


Sobre Alexandre Freitas de Avelar

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, enviando sua descrição e link de uma foto.

WhiFin WhiFin