Resenha - Pronounced êat-shït - Raging Slab

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Marcos A. M. Cruz
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9


Incrível como mesmo nos dias atuais muitas bandas interessantes mundo afora são completamente desconhecidas aqui no Brasil, mesmo já tendo uma longa carreira e um certo reconhecimento nos meios roqueiros.

Iron Maiden: a reação de Bruce Dickinson ao ver músicas da era Blaze no setBlasfêmias?: Rockstars que atacaram a igreja, Jesus Cristo e Deus

É o caso do RAGING SLAB, formado em 1985, sempre girando em torno do casal Greg Strzempka e Elyse Steinman, e que chega ao seu décimo trabalho, trazendo como de praxe uma mistura de Rock Sulista americano com boogie, temperado com boas pitadas de blues e regado a riffs poderosos de guitarra.

Porém, ao contrário dos discos anteriores, onde esta mistura estava mais calcada no peso dos riffs, a ponto de terem sido descritos no passado como "uma mistura de LYNYRD SKYNYRD com METALLICA", desta vez a ênfase maior está nas raízes blueseiras do grupo, com uma certa levada a la ZZ TOP, principalmente em "Boogalooser", "Miss Delicious" e "Hell Yawns Before Mine".

A influência de Gibbons & Cia prossegue em "Chrome Won't Get You Home", "Never Never Know" e "When The Cock Crows", porém estas trazem um trabalho de guitarra mais pesado, o que os aproxima bastante das bandas de Stoner Rock mais ortodoxas.

Há ainda "Black Bell", um delicioso boogie com um trabalho monstruoso de slide, e as baladinhas "Bury Me Deep", "For What You're Worth" e "Shake What You Can", esta última bem ao estilo BLACK CROWES.

Para completar, uma versão de "Little Red Lights" de TODD RUNDGREN e duas homenagens: "Ruby" e "Dry Your Eyes", respectivamente para Ruby Starr (aka Connie Little, lendária cantora americana falecida em 1995) e Joey Ramone.

Digno de menção é a capa, "inspirada" no clássico trabalho de estréia do já citado LYNYRD SKYNYRD, uma das grandes influências confessas do grupo - impossível uma embalagem destas trazer um recheio que não valha a pena...

(P.S.: Caso queira conhecer alguma coisa da banda, estão disponíveis no website oficial alguns MP3 para download).

Faixas:
Little Red Lights
Boogalooser
Ruby
Miss Delicious
Dry Your Eyes
Hell Yours Before Me
Black Bell
Chrome Won't Get You Home
Shake What You Can
Never Never Know
When The Coch Crews
Bury Me Deep
For What You're Worth
total time: 49:47

Formação:
Greg Stryempka (guitarra, vocal, banjo, órgão, clavinete)
Elyse Steinman (guitarra 'slide', vocal)
Alec Morton (baixo)
Rob Cournoyer (bateria)

Site oficial: www.ragingslab.com.

Material cedido por Tee Pee Records - www.teepeerecords.com.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Raging Slab"


Iron Maiden: a reação de Bruce Dickinson ao ver músicas da era Blaze no setIron Maiden
A reação de Bruce Dickinson ao ver músicas da era Blaze no set

Blasfêmias?: Rockstars que atacaram a igreja, Jesus Cristo e DeusBlasfêmias?
Rockstars que atacaram a igreja, Jesus Cristo e Deus

Metallica: Jason Newsted, 14 anos de humilhaçãoMetallica
Jason Newsted, 14 anos de humilhação

Metallica: a lista de exigências da banda em 1983Metallica
A lista de exigências da banda em 1983

Ódio musical: os artistas mais detestados em lista da SpinnerÓdio musical
Os artistas mais detestados em lista da Spinner

Capas de discos: e se elas dissessem a real?Capas de discos
E se elas dissessem "a real"?

Cannibal Corpse: Alex Webster gosta de tocar uma no ônibusCannibal Corpse
Alex Webster gosta de "tocar uma" no ônibus


Sobre Marcos A. M. Cruz

Editor do Whiplash.Net.

Mais matérias de Marcos A. M. Cruz no Whiplash.Net.