Matérias Mais Lidas

imagemO reencontro entre Steve Harris e Paul Di'Anno na Croácia

imagemA fundamental diferença entre Paulo Ricardo e Schiavon que levou RPM ao fim

imagemAdrian Smith conta como Iron Maiden permaneceu forte e era grunge passou

imagemDee Snider cutuca bandas com falsas aposentadorias e ingressos caros

imagemRoger Daltrey revela a música "amaldiçoada" que o The Who não toca mais ao vivo

imagemSystem of a Down: por que Serj Tankian não joga mais nenhum vídeo game?

imagemOzzy Osbourne diz que "tinha muito o que provar" com "No More Tears"

imagemNicko McBrain, do Iron Maiden, mostra o seu novo (e enorme) kit de bateria

imagemEddie aparece em versão samurai no primeiro show do Iron Maiden em 2022; veja foto

imagemMetade das pessoas com menos de 23 anos desconhecem Pink Floyd, David Bowie e Bon Jovi

imagemO clássico do Helloween que fez Angra mudar nome original de "Running Alone"

imagemJen Majura disse que sair do Evanescence não foi decisão dela e recebe apoio dos fãs

imagemAngra: Quantos shows seguidos a voz aguenta sem restrições? Fabio Lione responde

imagemSentado em cadeira de rodas, Paul Di'Anno faz primeiro show em sete anos

imagemLars Ulrich diz que shows do Metallica na América do Sul foram incríveis


Resenha - Compression - Billy Sheehan

Por Thiago Sarkis
Em 03/03/03

Nota: 8

Billy Sheehan construiu uma estrada tão sólida que falar seu nome numa roda de baixistas tem atualmente a mesma autoridade de um comentário sobre o Papa numa igreja católica – e, diga-se de passagem, sem direito a questionar qualquer conservadorismo, pois evolução e desenvolvimento estão entre suas virtudes.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Ele tocou com os maiores músicos do mundo, já fez hard rock, jazz, metal, fusion, neoclássico, progressivo, blues, e tudo mais que você possa ou não imaginar. De rebarba, coisa ‘simples’, Steve Harris o nomeou como o melhor do planeta em seu instrumento.

Faltava desvirginar a carreira solo, e "Compression" arranca o lacre dando novamente um atestado da versatilidade de Sheehan. O ex-Mr. Big, além de se ocupar do baixo, o qual soa soberbo como sempre, vibra e dá show nos vocais, tomando ainda as rédeas de quase todas as guitarras, e também da boa programação de bateria, aperfeiçoada na produção de Pat Regan.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Nas participações especiais, Steve Vai aparece tocando em "Chameleon", num ‘duelo’ fantástico de guitarra / baixo com Billy, e Terry Bozzio na bateria em "Oblivion" e "Bleed Along The Way". As três músicas num intenso rock ‘n’ roll, figurando na parte de maior destaque do CD, entre a primeira e a sexta faixa, intitulada "Perfect Groove". Depois o ritmo cai um pouco e só volta a esquentar com "All Mixed Up" e "Feed Your Head" que fecham o disco.

Um trabalho acertado que media bem o virtuosismo e a simplicidade de um bom, direto e rápido rock, acrescido por ‘funkeadas’ em grooves magníficos. É verdade que não mantém a vibração todo o tempo, como mencionado anteriormente, mas oito / nove pancadas em onze composições já é o bastante e vai deixar muita gente sem fôlego.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Site Oficial – http://www.billysheehan.com

Material cedido por:
Favored Nations – http://www.favorednations.com
17328 Ventura Blvd. #165
Encino, CA 91316
Fax: +1 (818) 385-1070

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Billy Sheehan: Eu vivo para tocar ao vivo, e toco ao vivo para viver!Billy Sheehan: "Eu vivo para tocar ao vivo, e toco ao vivo para viver!"




Sobre Thiago Sarkis

Thiago Sarkis: Colaborador do Whiplash!, iniciou sua trajetória no Rock ainda novo, convivendo com a explosão da cena nacional. Partiu então para Van Halen, Metallica, Dire Straits, Megadeth. Começou a redigir no próprio Whiplash! e tornou-se, posteriormente, correspondente internacional das revistas RSJ (Índia - foto ao lado), Popular 1 (Espanha), Spark (República Tcheca), PainKiller (China), Rock Hard (Grécia), Rock Express (ex-Iugoslávia), entre outras. Teve seus textos veiculados em 35 países e, no Brasil, escreveu para Comando Rock, Disconnected, [] Zero, Roadie Crew, Valhalla.

Mais matérias de Thiago Sarkis.