Matérias Mais Lidas

imagemA fundamental diferença entre Paulo Ricardo e Schiavon que levou RPM ao fim

imagemSystem of a Down: por que Serj Tankian não joga mais nenhum vídeo game?

imagemO clássico dos Rolling Stones que levou mais de 30 anos para ser tocado ao vivo

imagemOzzy Osbourne diz que está bem aos 73 anos, mas sabe que sua hora vai chegar

imagemRitchie Blackmore revela como o impactou a chegada de Jimi Hendrix na Inglaterra

imagemOzzy Osbourne é visto caminhando com dificuldade ao sair de estúdio

imagemOzzy Osbourne dá sua opinião sobre o streaming e dispara contra Spotify; "É uma piada"

imagemA simpatia de James Hetfield ao conversar com pais de bebê que nasceu durante show

imagemKiko Loureiro defende surgimento de banda que seria "Greta Van Fleet do Iron Maiden"

imagemMetallica faz doação para complexo de saúde e educação em Curitiba

imagemFreddie Mercury revelou em 1985 como foi conciliar carreira solo e o Queen

imagemRobert Trujillo conta como uma abelha e "migué" quase causaram treta com James Hetfield

imagemLars Ulrich diz que shows do Metallica na América do Sul foram incríveis

imagemA visão de Arnaldo Antunes sobre sua timidez no período da adolescência

imagemLuciano Hang processa vocal do Fresno e quer indenização de R$ 100 mil por danos morais


Resenha - Kaminari - Kaminari

Por Anderson Guimarães de Carvalho
Em 28/01/03

Nota: 9

A Alemanha sempre revelou ótimas bandas no cenário do metal mundial, mas da década de 90 para cá, a qualidade e o profissionalismo das bandas aumentou muito. O Kaminari é um perfeito exemplo disso. A começar pela capa, que é simplesmente linda, eles tem tudo para tornarem-se o novo grande nome do metal germânico.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Em seu primeiro cd auto intitulado (para quem não sabe, Kaminari significa trovão em japonês), o quinteto apresenta cinco músicas do mais puro heavy oitentista. É fácil notar influências de Accept e Iron Maiden, mas o Kaminari não copia estas bandas. Pelo contrário, seu cd de estréia tem um único defeito: não dá para destacar uma ou outra música, pois TODAS são de alto nível.

A produção que ficou a cargo do renomado e excelente produtor Achim Köhler (Silent Force, Primal Fear, Symphorce) foi fundamental para o conjunto. Achim fez (mais um) grande trabalho atrás dos botões. Os riffs de guitarras de Bernd A. Wick são muito legais e o cara é a mente da banda. A voz de Roland "Bobbes" Seidel soa diferente, o que o torna único. A cozinha de Marcus Beck (baixo) e Pascal Werner (bateria) é muito precisa. Completa a formação o guitarrista Timo Reichle.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Enfim, Kaminari será um grande nome em breve. Este álbum é independente, então entre no site www.kaminari-music.de para arrumar o seu. Vale a pena, pode acreditar!

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Sobre Anderson Guimarães de Carvalho

Fotógrafo do site, também finaliza o bacharelado e licenciatura em História na PUC-Rio. É uma figura conhecida na cena carioca, mais odiado do que amado. Gosta de incomodar, assim como também gosta de HammerFall, Rammstein, Ivory Tower, Accept, Soilwork,Scorpions e Grave Digger.

Mais matérias de Anderson Guimarães de Carvalho.